Amazon estende suspensão do uso policial de software de reconhecimento facial

A empresa emitiu em junho de 2020 a moratória por um ano, enquanto muitos protestavam contra a brutalidade da aplicação da lei contra pessoas negras

Por Jeffrey Dastin, da Reuters
18 de maio de 2021 às 17:25
Caixa de encomenda da Amazon
Caixa de encomenda da Amazon (29.JAN.2016)
Foto: Mike Segar/REUTERS

 A Amazon disse à Reuters nesta terça-feira (18) que está estendendo sua moratória sobre o uso policial de seu software de reconhecimento facial até novo aviso.

A empresa emitiu em junho de 2020 a moratória por um ano, interrompendo um negócio que defendia há tempos, enquanto muitos protestavam contra a brutalidade da aplicação da lei contra pessoas negras. A empresa não comentou o motivo da prorrogação.