Tesla coopera com autoridades chinesas após acidente de carro matar policial

A China é o segundo maior mercado para fabricante de carros elétricos, correspondendo a cerca de 30% de suas vendas

Yilei Sun e Tony Munroe, da Reuters
18 de maio de 2021 às 13:17
Concessionária Tesla em Hong Kong; vendas da companhia na China estão em queda
Concessionária Tesla em Hong Kong; vendas da companhia na China estão em queda
Foto: Budrul Chukrut - 16.fev.2021/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

A Tesla afirmou nesta terça-feira (18) que trabalhará com autoridades chinesas para investigar um acidente de carro que, segundo a polícia local, causou a morte de um policial e feriu outro. Um vídeo que circulou ma rede social chinesa Weibo e na mídia estatal do país mostrou um Tesla Model X ao lado de dois policiais caídos no chão após o acidente.

O motorista do veículo envolvido no acidente de segunda-feira (17) foi detido, disse a polícia da cidade de Taizhou, no leste do país, sem explicar as circunstâncias do acontecido.

Notícias de acidentes envolvendo carros da Tesla na China viralizaram nas redes sociais nas últimas semanas, depois que um cliente insatisfeito estampou as manchetes ao escalar um Tesla no salão do automóvel de Xangai, para protestar contra o tratamento da empresa com suas reclamações.

A China é o segundo maior mercado para fabricante de carros elétricos, correspondendo a cerca de 30% de suas vendas.