Comércio se une para pedir redução de impostos

Mais de cem organizações pedem, em manifesto, ajuda para governos e prefeituras

Bruna Macedo, da CNN em São Paulo
21 de maio de 2021 às 09:08

O comércio foi um dos setores mais atingidos pela pandemia de Covid-19. Para tentar sair do sufoco, comerciantes de todo país, representados por mais de cem organizações, se mobilizaram para pedir a redução de impostos. Eles querem uma compensação proporcional ao tempo que tiveram que fechar as portas.

O manifesto contém um pedido de ajuda para os governos e prefeituras. Um dos pontos do documento fala a respeito da cobrança de impostos que não diminuiu no momento em que os comerciantes tiveram que ficar de portas fechadas, nem quando houve a autorização para o retorno do atendimento presencial com restrições.

Consta ainda no documento que 25% do comércio quebrou e que é dever do poder público salvar o setor.

Inadimplência e fechamento de vagas

Um levantamento da Prefeitura de São Paulo mostra que os comerciantes tiveram dificuldade para pagar o aluguel na pandemia. A inadimplência de imóveis comerciais na cidade passou de 8,56% em 2019 para 15,35% em 2020. 

De acordo com a Fecomercio, a capital paulista também teve no ano passado a pior taxa de empregabilidade desde o início da série histórica: foram fechados mais de 32 mil postos de trabalho.