Velhos ou veteranos: os carros 0 km há mais tempo no mercado brasileiro

Com o mercado automotivo se renovando por conta dos elétricos, ainda é possível encontrar alguns “dinossauros” no Brasil

Thiago Moreno, colaboração para o CNN Brasil Business
22 de maio de 2021 às 04:30

Antes mesmo de a pandemia ter imposto novos obstáculos sobre a indústria automotiva, o cenário já era desafiador para as montadoras. Regras cada vez mais restritas de emissões de poluentes encareceram os custos de desenvolvimento, e as exigências de novos equipamentos de segurança encareceram os carros. Além de tudo isso, alguns países já impuseram datas para o início da proibição de vendas de carros a combustão, acelerando ainda mais o caro processo de eletrificação dos veículos.

Porém, enquanto tais datas não chegam e algumas dessas exigências ainda não estão valendo, o mercado brasileiro permanece vendo modelos com mais de uma década de mercado continuando a aparecer nas lojas como 0 km. Isso sem contar carros como a antiga Fiat Strada, que saiu de linha no início de 2021, que tinham projetos literalmente do milênio passado.

Mas a picapinha não estava sozinha, e carros de várias montadoras já estão com muito tempo de mercado, alguns você nem lembrava que ainda eram vendidos. Separamos uma lista com estes modelos mais antigos, ou veteranos se preferirem, que permanecem à venda como 0 km no mercado brasileiro.

 

Nissan V-Drive

Foto: Divulgação

Se você olhou a foto e estranhou o nome, não está errado. O Nissan V-Drive nada mais é que a antiga geração do Versa. A mudança ocorreu na metade do ano passado, antecipando a chegada da nova geração, agora importada do México. O modelo “velho” continua sendo fabricado no Brasil com a nova designação.

No entanto, o Nissan V-Drive foi originalmente lançado em 2011 em nosso mercado, ainda chamado de Versa, e já completou uma década por aqui. Hoje, oferece opções de motores 1.0 ou 1.6, ambos flex e sem nenhum tipo de auxílio de turbo ou eletrificação, podendo-se escolher um câmbio manual de 5 marchas ou um automático do tipo CVT. Seus preços variam entre R$ 63.490 e R$ 71.990.

Volkswagen Amarok

Foto: Divulgação

As picapes costumam ser utilizadas para trabalho, então realmente não precisam mudar por completo a cada ano que passa. Só que a atual Volkswagen Amarok já completou 11 anos de mercado sobre a mesma plataforma. Hoje, é oferecida sempre com motor 3.0 V6 turbodiesel, câmbio automático de 8 marchas, tração integral e cabine dupla. Vendida em duas versões, ela custa entre R$ 265.290 e R$ 279.580.

Fiat Uno

Foto: Divulgação

Enquanto o Fiat Uno tem destino incerto depois da criação do grupo Stellantis, fato é que o simpático formato de “quadrado arredondado” permanece sendo vendido. E olha que a segunda geração do modelo foi lançada em 2010. Desde então, passou por algumas mudanças visuais e de mecânica, mas só. Hoje, ele está sendo oferecido em versão única, o que pode indicar seu fim em breve. O Uno Attractive 1.0 manual custa R$ 56.190.

Suzuki Jimny

Foto: Divulgação

Um velho conhecido dos amantes das trilhas, o atual Suzuki Jimny fabricado no Brasil foi originalmente lançado por aqui em 2008, ou seja, já tem 13 anos nas costas. Hoje, o modelo convive com a nova geração, chamada de Jimny Sierra, que foi lançada em 2019. O pequeno motor 1.3 aspirado e o câmbio manual de cinco marchas podem não parecer muito, mas o jipinho é leve, tem tração 4x4 com reduzida e um resistente chassi por longarina. O Jimny tem 4 versões atualmente, com preços variando entre R$ 105.990 e R$ 124.990.

Volkswagen Gol e Voyage 

Foto: Divulgação

O nome é dos anos 1980, mas os atuais Volkswagen Gol e Voyage que você vê nas ruas foram lançados em 2008, também completando 13 anos de idade. Assim como o Fiat Uno, passou por atualizações no visual e, em 2018, ganhou opção de câmbio automático pela primeira vez em sua história. O hatch e o sedã podem ter motor 1.0 ou 1.6, e a transmissão de série é manual de cinco marchas. O Gol varia entre R$ 60.260 e R$ 74.190 sem opcionais. Já pelo Voyage, a Volkswagen cobra entre R$ 71.350 e R$ 81.140.

Volkswagen Fox

Foto: Divulgação

Outro modelo com bastante tempo de estrada é o Volkswagen Fox, que foi lançado ainda em 2004, há 17 anos, e permanece na mesma geração. O hatch “altinho” foi importante tanto no Brasil quanto fora, pois chegou a ser exportado na Europa. Hoje, já está mais perto da aposentadoria, sendo oferecido sempre com motor 1.6, câmbio manual de 5 marchas e duas configurações, custando entre R$ 62.340 e R$ 67.990.

Fiat Doblò

Foto: Divulgação

Sem disputas, a Fiat Doblò é o carro 0 km mais antigo do Brasil. A minivan foi lançada ainda em 2002, tendo 19 anos de mercado. Se fosse uma pessoa, já poderia ter a própria habilitação. No entanto, ainda se mantém relevante por ser uma das poucas opções com 7 lugares que não é um SUV. Sempre dotada de um motor 1.8 e câmbio manual de cinco marchas, é vendida em versão única e custa a partir de R$ 111.990.