Empresas se unem para criar 10 mil cargos de liderança para pessoas negras

Marcas como Ambev, Carrefour, L’Oréal e Renner, anunciaram investimento de R$ 45 milhões no projeto

Wesley Santana, em colaboração para o CNN Business
08 de junho de 2021 às 18:08 | Atualizado 09 de junho de 2021 às 11:54
Profissionais negros
45 grandes empresas brasileiras e multinacionais lançam projeto MOVER
Foto: NESA by Makers/Unsplash

Nesta terça-feira (8), 45 empresas nacionais e multinacionais divulgaram um manifesto contra o racismo e anunciaram a criação do projeto MOVER (Movimento pela Equidade Racial).

O objetivo do projeto é atuar de forma conjunta na criação de ferramentas de promoção à diversidade e inclusão de pessoas negras (ou pretas, como muitos ativistas preferem) em cargos de liderança -- supervisão, coordenação, gerência, diretoria e C-levels. No documento, as marcas assumem um compromisso público como agentes de transformação social em uma jornada antirracista.

Até 2024, serão destinados cerca de R$ 45 milhões ao movimento. O Instituto Identidades do Brasil, e o Fundo Baobá, que trabalham na promoção da equidade racial, darão assessoria ao projeto.

As empresas definiram três compromissos iniciais: gerar 10 mil vagas de liderança para pessoas negras; capacitar outras 3 milhões por meio de ações, como cursos; e empregar esforços na conscientização racial, por meio de debates e de treinamentos dentro do ecossistema das empresas envolvidas. O projeto também contará com campanhas publicitárias.

“Nós pretendemos transformar o agora, onde fazer é melhor do que falar e onde ouvir é a melhor forma de aprender. Para mudar o agora, é preciso movimento. Assim como é necessário aproximar todo mundo para essa conversa. As questões raciais não são apenas para pessoas negras, são sobre pessoas brancas também”, declararam, em conjunto, os presidentes das empresas participantes, que prometem atuar ativamente na tomada de decisões.

Até agora, o MOVER é formado pelas seguintes empresas: Alcoa, Aliansce Sonae, Align, Ambev, Americanas, Arcos Dorados, Atento, Bain & Company, BRF, Cargill, Coca-Cola Brasil, Colgate-Palmolive, CSN, Danone, Descomplica, DHL, Diageo, Disney, EF, General Mills, Gerdau, GPA, Grupo Carrefour Brasil, Heineken, JBS, Kellogg’s, Klabin, Kraft Heinz, L’Oréal Brasil, Lojas Renner, Magalu, Manserv, Marfrig, MARS, Michelin, Mondelëz International, Moove, Nestlé, O Boticário, PepsiCo, Petz, Sodexo, Tenda, Vale e Via. 

Juntas, essas companhias empregam mais de 1,2 milhão de pessoas em todo o Brasil. A expectativa é que mais marcas se juntem ao projeto e ampliem as ações e os investimentos.