EUA: Preços ao produtor sobem mais que o esperado em junho

Os preços mais altos das commodities e os custos trabalhistas elevados devido à escassez de mão de obra estão impulsionando a inflação na porta das fábricas

da Reuters
14 de julho de 2021 às 12:00
Operários trabalham em linha de produção em Lordstown - Estados Unidos
Foto: REUTERS/Rebecca Cook

Os preços ao produtor nos Estados Unidos aumentaram mais do que o esperado em junho, sugerindo que a inflação pode permanecer alta, já que a demanda robusta alimentada pela recuperação da economia continua pressionando a cadeia de abastecimento.

O índice de preços ao produtor para a demanda final aumentou 1,0% no mês passado, após alta de 0,8% em maio, informou o Departamento do Trabalho nesta quarta-feira. No acumulado de 12 meses até junho, o índice apresentou alta de 7,3%. Esse foi o maior aumento ano a ano desde novembro de 2010, após avanço de 6,6% em maio.

Economistas consultados pela Reuters previam que o índice aumentaria 0,6% em junho e 6,8% em comparação com o ano anterior.

 Os preços mais altos das commodities e os custos trabalhistas elevados devido à escassez de mão de obra estão impulsionando a inflação na porta das fábricas. Com os estoques em níveis muito baixos devido a problemas na cadeia de abastecimento, os produtores estão repassando facilmente o custo mais alto aos consumidores.

O governo informou na terça-feira que os preços ao consumidor nos EUA subiram ao maior patamar em 13 anos em junho. A inflação tem sido impulsionada, em grande parte, por setores que estão no centro da reabertura econômica, embora houvesse sinais em junho de que ela estava se expandindo para outros segmentos.