Vale suspende projeção de produção de cobre em 2021 e de níquel até 2023

A revisão é devido às incertezas relativas ao prazo para a retomada da produção nas operações de Sudbury, no Canadá

Gabriel Araujo, da Reuters
20 de julho de 2021 às 10:10 | Atualizado 20 de julho de 2021 às 11:31
Logo da Vale
Logo da Vale
Foto: Washington Alves / Reuters

A mineradora Vale informou na noite de segunda-feira (19) que descontinuou suas estimativas para a produção média de níquel no período de 2021 a 2023 e para a produção de cobre em 2021, conforme fato relevante divulgado ao mercado.

A companhia disse que os "guidances" estão em revisão devido às incertezas relativas ao prazo para a retomada da produção nas operações de Sudbury, no Canadá, e à implementação de processos de segurança e manutenção nos ativos de Sossego e Salobo.

A manifestação ocorreu pouco depois de a Vale publicar seu relatório de produção do segundo trimestre de 2021, no qual já indicava que as previsões de produção de cobre e níquel estariam sob revisão.

 No trimestre entre abril e junho, a mineradora produziu 41,5 mil toneladas de níquel, queda de 15,3% na comparação anual, e 73,5 mil toneladas de cobre, recuo de 13% no ano a ano. Ambos foram impactados por fatores como uma paralisação de funcionários em Sudbury.