Agronegócio tem alta de 36,5% nas exportações em dezembro, somando US$ 9,9 bi

Em 2021, setor atingiu um recorde histórico de receita, com US$ 120,6 bilhões

Soja liderou as exportações do agronegócio brasileiro em 2021
Soja liderou as exportações do agronegócio brasileiro em 2021 Reuters

João Pedro Malardo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) informou nesta segunda-feira (24) que o agronegócio brasileiro atingiu um recorde histórico na receita, totalizando US$ 120,6 bilhões em 2021, crescimento de 19,7%. No mês de dezembro, as exportações somaram US$ 9,9 bilhões, uma alta de 36,5% ante 2020.

Segundo a confederação, a soja em grãos liderou a lista de produtos exportados em dezembro de 2021, com participação de 13,8% e receita de US$ 1,4 bilhão, um aumento de 1.210,9% em relação ao mesmo mês de 2020.

O milho ficou em segundo lugar, com US$ 795 milhões em vendas apesar da queda de 12,4% na receita na comparação com dezembro de 2020. Café verde, farelo de soja e frango in natura fecham a lista dos cinco produtos mais comercializados.

A CNA informou, ainda, que o aumento percentual mais expressivo nas vendas foi do óleo de soja em bruto, que subiram 1.941,5%, indo de US$ 9 milhões em dezembro de 2020 para US$ 183,2 milhões em 2021. O trigo e o farelo de soja tiveram alta no valor exportado de 211% e 79,9%, respectivamente.

Os dados do Ministério da Economia usados pela CNA apontam que 65,9% das vendas do agronegócio em dezembro de 2021 tiveram dez países como principais destinos. A China foi o maior mercado, responsável pro 20,9% das exportações, seguida por União Europeia (16,3%) e Estados Unidos (9,8%).

Todos os principais destinos de produtos do agronegócio brasileiro tiveram alta no volume enviado, com destaque para o Egito (102,5%) e Turquia (98,7%). Os maiores crescimentos em termos de mercado em 2021 foram no Irã, com 70,3%, Chile, com 58,1%, e Estados Unidos, com 30,2%.

Já sobre as exportações de setores prioritários do Projeto Agro.BR, criado para diversificar e promover a pauta exportadora brasileira, o maior crescimento foi do setor de chá, mate e especiarias, que subiu 97% em dezembro na comparação com 2020, seguido pelo de pescados, com aumento de 68,2%, e de lácteos, que cresceu 17,3%.

Mais Recentes da CNN