Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Alexandre Schwartsman: Sanções contra a Rússia foram além do que era esperado

    O especialista CNN Alexandre Schwartsman comenta o efeito das sanções impostas contra a Rússia na economia do país

    Fernanda Pinottida CNN

    Em São Paulo

    Ouvir notícia

    A moeda russa perdeu 30% de seu valor e caiu para um recorde de baixa em relação ao dólar americano nesta segunda-feira (28). Na tentativa de conter a queda do rublo, o Banco Central russo elevou as taxas de juros do país a 20%.

    O Especialista CNN em economia Alexandre Schwartsman explicou como as sanções impostas ao país causaram este colapso na economia.

    A nova onda de sanções contra a Rússia, implementada neste final de semana, é particularmente severa. Além disso, após os Estados Unidos proibirem transações em dólar e congelarem parte das reservas de moeda americana do Banco Central russo, o país fica com opções cada vez mais escassas para tentar conter a desvalorização do rublo.

    Na avaliação de Schwartsman, as sanções foram além do esperado. “Talvez a Rússia não estivesse esperando algo que limitasse a habilidade de usar suas próprias reservas. A Rússia acumulou essas reservas em dólar já de olho na possibilidade de sofrer sanções.”

    A decisão de cortar os bancos russos do Swift, sistema de pagamento que conecta instituições financeiras do mundo todo, também é muito impactante, apontou o Especialista CNN.

    “É como se você proibisse um banco brasileiro de fazer Doc, Ted ou Pix. O banco ficaria isolado. A Rússia tem opções de sistemas de pagamento alternativos, mas são poucas”, o explicou.

    Veja mais no vídeo acima.

    Mais Recentes da CNN