Anac concede primeira autorização para delivery por drone no Brasil

Empresa Speedbird Aero, em parceria com o iFood, poderá realizar entrega de produtos com carga de até 2,5 kg em um raio de 3km

Drone Anac
Drone Anac Anac

Henrique Andradeda CNN

Sâo Paulo

Ouvir notícia

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) concedeu, nesta sexta-feira (21) a primeira autorização para entregas comerciais por drone no Brasil. A permissão foi obtida pela empresa Speedbird Aero, em parceria com o iFood, que agora poderá realizar delivery de produtos em todo o território brasileiro.

Segundo a Agência, a autorização habilita o modelo DLV-1 NEO a operar comercialmente em rotas BVLOS (Beyond Visual Line of Sight, em inglês), ou seja, além da linha de visada visual do piloto.

O drone poderá realizar entregas com cargas de até 2,5 kg em um raio de 3km, inclusive em ambientes urbanos, dentro das margens de segurança estabelecidas no projeto. A aeronave não tripulada não pode sobrevoar pessoas, respeitar alturas máximas e mínimas de operação e as condições meteorológicas.

“A utilização de drones para entrega de mercadorias é uma das mais esperadas aplicações da tecnologia. O Brasil está na vanguarda”, destacou Roberto José Honorato, superintendente de Aeronavegabilidade da Agência.

Segundo o iFood, a autorização concedida é inédita e a primeira das Américas. A empresa já havia realizado testes com drones em shoppings de Campinas (SP) e Aracaju (SE) em 2020 e 2021, respectivamente.

““É uma conquista única para o Brasil. Esse é um marco histórico na aviação, mas também no desenvolvimento da sociedade. É o início de uma mudança que traz novas maneiras e agilizará as entregas em diferentes contextos”, diz Fernando Martins, head de logística e inovação no iFood.

A empresa informou que, com a permissão obtida, o projeto seguirá avançando e a viabilidade da operação será analisada em diferentes regiões do Brasil.

Mais Recentes da CNN