Bares e restaurantes devem atrair público em cidades sem Carnaval de rua

Paulo Solmucci, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, falou à CNN neste sábado (8) sobre impactos das restrições durante o Carnaval

Raphael CoracciniLayane Serranoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

As restrições para o Carnaval podem ter um impacto mais positivo do que se imaginava para bares e restaurantes. Com o cancelamento de blocos de rua, a expectativa é que boa parte do público prefira ir a esses estabelecimentos, disse Paulo Somucci, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), à CNN neste sábado (8).

Segundo Solmucci, os representantes do setor ficaram preocupados em um primeiro momento, antes do final do ano, com o cancelamento de todos os eventos que mais movimentam o turismo. Porém, mesmo o Ano Novo com restrições, com algumas das principais festas de Réveillon canceladas, trouxe números positivos ao setor.

Ele afirma que o consumidor ficou mais confortável de frequentar bares e restaurantes do que festas abertas e sem a possibilidade de um controle mais efetivo do cumprimento dos protocolos, o que reverteu a perspectiva inicial.

“Tivemos um dezembro espetacular. O consumidor foi com força para bares e restaurantes, tudo lotado”, comemorou o empresário. “A população se sentiu segura e frequentou com muita vontade bares e restaurantes, respeitando os protocolos”, completou.

A condição para que haja uma condição positiva para o setor é a manutenção dos voos e infraestrutura urbana, que garantam deslocamento, além da possibilidade de testagem ampla da população, para que os infectados possam guardar quarentena.

“O que a gente precisa fazer é com que as pessoas que tenham sintomas não saiam de casa. E aí está nosso desafio. Essa prevenção é fundamental”, disse Solmucci.

Mais Recentes da CNN