BC do Japão alerta para fraqueza do iene e diz que movimentos foram rápidos

Declaração representa o alerta mais forte do banco sobre a movimentação do iene desde a queda da moeda para mínima de seis anos na semana passada

Notas de dólar e iene japonês
Notas de dólar e iene japonês 28/02/2013REUTERS/Shohei Miyano

Por Leika Kihara e Tetsushi Kajimoto, da Reuters

Ouvir notícia

O presidente do Banco Central do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou nesta terça-feira (5) que os recentes movimentos do iene foram “um tanto rápidos”, juntando-se a um coro de autoridades que alertam que as fortes quedas da moeda podem afetar a economia dependente de importações do país.

A declaração representa o alerta mais forte de Kuroda sobre a movimentação do iene desde a queda da moeda para mínima de seis anos na semana passada, e um sinal de que o Banco do Japão compartilha da preocupação do governo com o potencial dano ao sentimento corporativo.

“Os recentes movimentos do iene foram um tanto rápidos”, disse Kuroda ao Parlamento, acrescentando que o banco central está observando com cuidado as movimentações cambiais devido a seu “enorme” impacto na economia e nos preços.

“É extremamente importante que as taxas cambiais se movimentem de forma estável, refletindo os fundamentos econômicos e financeiros”, disse Kuroda.

No entanto, ele também repetiu sua visão de que o iene fraco beneficia a economia japonesa como um todo, em contraste com algumas visões do mercado de que seu declínio está causando mais prejuízo do que benefícios, já que eleva os custos de importação.

O dólar foi abaixo de 122,4 ienes com a declaração de Kuroda, recuperando-se em seguida para perto de 123 ienes, ainda abaixo da máxima acima de 125 ienes atingida na semana passada.

Mais Recentes da CNN