BC inglês lança nota de 50 libras para homenagear Turing, herói da 2ª Guerra

Acredita-se que o matemático se suicidou após ser condenado por fazer sexo com um parceiro masculino, o que era proibido à época

Foto: BoE/Divulgação

William Schomberg,

da Reuters

Ouvir notícia

 O Banco da Inglaterra revelou nesta quinta-feira (25) o design de uma nova nota de 50 libras, criada em homenagem ao matemático Alan Turing. Ele ajudou a Grã-Bretanha a vencer a Segunda Guerra Mundial com sua habilidade de decifrar códigos, mas acredita-se que se suicidou após ser condenado por fazer sexo com um parceiro masculino.

A nova nota apresenta uma imagem de Turing, fórmulas matemáticas de um artigo de 1936 que ele escreveu e lançou as bases para a moderna ciência da computação e desenhos técnicos para as máquinas usadas para decifrar o código Enigma.

A nota de polímero também traz uma citação de Turing sobre a ascensão da inteligência da máquina: “Isso é apenas um gostinho do que está por vir, e apenas a sombra do que vai ser”.

Turing baseou-se no trabalho de matemáticos poloneses que descobriram como ler o código Enigma da Alemanha, encontrando uma maneira de quebrar a segurança aumentada do código pelos nazistas.

Essa história foi contada no filme The Imitation Game, de 2014, no qual Turing foi interpretado pelo ator Benedict Cumberbatch.

O trabalho de Turing levou à descriptografia das comunicações navais alemãs, o que ajudou os comboios aliados a evitar os submarinos e foi fundamental na Batalha do Atlântico.

Ele também desenvolveu uma técnica que levou à quebra da cifra Lorenz, mais sofisticada da Alemanha.

Turing foi condenado por indecência grosseira em 1952 por fazer sexo com um homem e foi submetido à castração química com injeções de hormônios femininos para evitar a prisão. Ele perdeu seu certificado de segurança para trabalhar com a agência de espionagem britânica GCHQ.

Na Grã-Bretanha, manter relações com pessoas do mesmo sexo foi ilegal até 1967.

Turing usou cianeto para se matar em 1954, aos 41 anos, de acordo com um inquérito da época. Ele recebeu o perdão real da Rainha Elizabeth em 2013 pela condenação criminal que precedeu sua morte.

“Há algo do caráter de uma nação em seu dinheiro”, disse o chefe do BoE, Andrew Bailey, em um comunicado na quinta-feira que destacou a amplitude das realizações de Turing.

“Ele também era gay e, por isso, foi tratado de forma terrível”, disse Bailey. “Ao colocá-lo em nossa nova cédula de 50 libras, estamos celebrando suas realizações e os valores que ele simboliza.”

O chefe do GCHQ, Jeremy Fleming, disse que a imagem de Turing na nota é um momento importante da história.

“Turing foi abraçado por seu brilhantismo e perseguido por ser gay. Seu legado é um lembrete do valor de abraçar todos os aspectos da diversidade, mas também do trabalho que ainda precisamos fazer para nos tornarmos verdadeiramente inclusivos”, disse Fleming.

O BoE disse que hastearia a bandeira do arco-íris em seu prédio principal na Threadneedle Street, em Londres, na quinta-feira. A nota de 50 libras é a nota de maior valor do BoE e entrará em circulação em 23 de junho, aniversário de Turing.

Mais Recentes da CNN