Com US$ 0 em receita, Rivian passa a ser a 3ª montadora mais valiosa do mundo

Empresa possui 12 anos no mercado e nunca vendeu um único veículo

Picape elétrica Rivian R1T é mostrada durante o IPO da empresa fora do Nasdaq MarketSite em Times Square, Nova York
Picape elétrica Rivian R1T é mostrada durante o IPO da empresa fora do Nasdaq MarketSite em Times Square, Nova York Bing Guan / Bloomberg / Getty Images

Allison Morrowdo CNN Business*

Ouvir notícia

A Rivian, empresa com 12 anos no mercado e que nunca vendeu um único veículo, se tornou a terceira montadora de veículos mais valiosa do mundo.

A fabricante de veículos elétricos fez seu IPO (Oferta Pública de Ações, na sigla em inglês) há uma semana, mas seu preço por ação mais que dobrou nesse tempo, se valorizando em mais de US$ 140 bilhões – ficando à frente da Volkswagen (US$ 139 bilhões), e em terceiro lugar atrás da Toyota (US$ 306 bilhões) e da Tesla (US$ 1 trilhão).

Nesta terça-feira (16), as ações da empresa valorizaram 6%, cotadas a US$ 159. Quando a Rivian estreou na semana passada, o preço de suas ações foi de US$ 78.

Sem lançar nenhum caminhão elétrico ao mercado, a Rivian despertou o interesse de grandes investidores com o apoio proeminente da Amazon, que comprou uma participação de 20% em 2019, e da Ford.

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, é um grande fã, e tem sido visto transportando seus colegas exploradores espaciais de e para o local de lançamento do Blue Origin no oeste do Texas no caminhão da Rivian.


A moda dos veículos elétricos não é novidade – analistas, e até mesmo o próprio fundador da Tesla, Elon Musk, argumentaram que a avaliação de sua Tesla é superinflacionada.

Mas suas ações continuam subindo à medida que Wall Street prevê um futuro no qual veículos totalmente elétricos serão a norma. De acordo com o plano de infraestrutura de US$ 1,2 trilhão do presidente Joe Biden, sancionado na segunda-feira (15), cerca de US$ 7,5 bilhões estão sendo reservados para construir uma rede nacional de carregadores de veículos elétricos plug-in.

Os investidores que podem ter perdido o Tesla há uma década atrás não estão interessados em perder outro pioneiro de veículos elétricos.

O Rivian também tem uma vantagem potencial sobre o Tesla no mercado americano, em parte porque ele está procurando os não-Tesla, ou até mesmo anti-Tesla.

O produto principal do Rivian não é um EV qualquer – é uma picape. Isso é importante no mercado americano, uma vez que os três veículos mais populares nos Estados Unidos são o Ford F-150, o Chevy Silverado e o Ram, nessa ordem, de acordo com a pesquisa do Edmunds.

*Texto traduzido. Clique aqui para ler o original. 

Mais Recentes da CNN