Doria diz que anunciará equipe econômica de sua pré-candidatura em 2 semanas

À CNN, o governador de São Paulo – escolhido como pré-candidato do PSDB à Presidência – disse que não terá um "posto Ipiranga" na equipe, fazendo menção a Paulo Guedes

Governo do Estado de São Paulo

Giovanna Galvanida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN neste domingo (28), o governador de São Paulo, João Doria – nome escolhido do PSDB como pré-candidato à Presidência da República nas eleições 2022 –, afirmou que deverá anunciar em duas semanas os integrantes da equipe que montará seu programa econômico.

“Vamos ter uma equipe competente produzindo nosso programa econômico. São seis pessoas, não vamos ter um ‘posto Ipiranga'”, disse Doria, fazendo referência ao apelido que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

Segundo Doria, três nomes da equipe econômica serão mulheres. O governador preferiu não comentar sobre a possibilidade de um dos integrantes ser a economista Ana Carla Abrão, conforme apurado pela analista Thaís Arbex, da CNN. 

Durante a entrevista, o governador teceu críticas ao programa econômico de Bolsonaro, especialmente em relação ao financiamento do Auxílio Brasil e à PEC dos Precatórios, a qual definiu como um “atentado ao Brasil”.

“O auxílio é bom, é positivo, mas não com a ruptura do teto. O governo não fez o que deveria ter feito”, afirmou, defendendo que deveriam ter sido feitas reformas, como a tributária e a administrativa, para abrir espaço no orçamento.

“O governo tem que fazer um recuo e oferecer o auxílio dentro daquilo que não seja ruptura [do teto de gastos], para não deixar no abandono 30 milhões de brasileiros que vivem em pobreza”, afirmou.

Doria também avaliou que falta “internacionalidade da economia brasileira”: “não há esforços para a atração de investimentos, até porque não há credibilidade”, disse, mencionando os índices de desmatamento no Brasil.

Para a analista da CNN Priscila Yazbek, no entanto, Doria não detalhou durante a entrevista como financiaria um programa social sem correr o risco de desrespeitar a responsabilidade fiscal.

Mais Recentes da CNN