Elon Musk é escolhido “Personalidade do Ano” de 2021 pela revista Time

Aos 50 anos, homem mais rico do mundo foi reconhecido por investimentos em viagens espaciais e novas tecnologias

"Poucos indivíduos foram mais influentes do que Elon Musk na vida na Terra, e, potencialmente, na vida fora dela", escreveu a Time
"Poucos indivíduos foram mais influentes do que Elon Musk na vida na Terra, e, potencialmente, na vida fora dela", escreveu a Time Reuters

Tamara Nassif*do CNN Brasil Business*

Ouvir notícia

O bilionário Elon Musk, CEO da Tesla Motors, foi escolhido Personalidade do Ano de 2021 pela revista Time nesta segunda-feira (13). Aos 50 anos, o empresário sul-africano-canadense, naturalizado americano, foi reconhecido por investimentos em viagens espaciais e novas tecnologias.

“Personalidade do Ano é um marcador de influência, e poucos indivíduos foram mais influentes do que Elon Musk na vida na Terra, e, potencialmente, na vida fora dela”, escreveu o editor-chefe da publicação, Edward Felsenthal.

“Em 2021, Musk emergiu não apenas como a pessoa mais rica do mundo, mas também como talvez o exemplo mais rico de uma grande mudança em nossa sociedade.”

O fundador da Tesla superou a fortuna de Jeff Bezos este ano: hoje, soma um patrimônio estimado em mais de US$ 188 bilhões (mais de R$ 1 trilhão).

A condecoração de Musk, também fundador e CEO da empresa de foguetes SpaceX, sucede a do então presidente eleito Joe Biden e a vice Kamala Harris, escolhidos em 2020 como parte de uma longa tradição da Time em reconhecer futuros líderes americanos.

Além de Tesla e SpaceX, Musk lidera a startup de chips cerebrais Neuralink e a empresa de infraestrutura The Boring Company. Em tuíte feito semana passada, o bilionário disse – embora não se saiba se falou a sério – que tem pensado em deixar suas funções para se tornar influenciador digital.

Elon Musk na capa da revista ‘Time’, escolhido ‘Personalidade do Ano 2021’ / Revista Time?Reprodução

 

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi eleito por voto popular como personalidade do ano, na esteira de uma forte mobilização de apoiadores nas redes sociais e aplicativos como WhatsApp e Telegram.

Com 24% dos votos computados, o líder brasileiro teve larga margem em relação ao segundo colocado, o ex-presidente americano Donald Trump, que teve 9%.

Em setembro, a empresária Luiza Trajano foi a única brasileira a entrar no ranking de 100 pessoas mais influentes da revista.

Destaque na categoria “Titãs”, aquela que condecora profissionais referências em suas áreas de atuação, a presidente do conselho de administração do Magazine Luiza ladeou a ginasta norte-americana Simone Biles, a autora e roteirista Shonda Rimes e o jogador de futebol americano Tom Brady.

*Sob supervisão de Ligia Tuon

 

Mais Recentes da CNN