Elon Musk vende US$ 8,5 bilhões em ações da Tesla

Vendas representam 5,6% das ações da Tesla que ele detinha no início do dia de terça-feira (26) e menos de 4% de suas participações totais

As ações da Tesla praticamente não mudaram na quarta e na quinta-feira. As ações subiram 3% nas negociações de pré-mercado na sexta-feira
As ações da Tesla praticamente não mudaram na quarta e na quinta-feira. As ações subiram 3% nas negociações de pré-mercado na sexta-feira dpa/picture alliance via Getty Images

Chris Isidoredo CNN Business*

Ouvir notícia

O CEO da Tesla, Elon Musk, vendeu US$ 4 bilhões em ações da montadora elétrica na terça e quarta-feira (27), dias após o conselho do Twitter concordar em vender a empresa para ele.

Na manhã desta sexta-feira (29), o bilionário revelou que havia vendido mais 5,2 milhões de ações por um total de US$ 4,5 bilhões. Ao todo, foram vendidas US$ 8,5 bilhões em ações da montadora elétrica, com preço médio de US$ 883,09 por ação.

As vendas representam 5,6% das ações da Tesla que ele detinha no início do dia de terça-feira e menos de 4% de suas participações totais, se as opções de ações que ele controla forem incluídas.

Os documentos, enviados na quinta-feira à Securities and Exchange Commission, a CVM norte-americana, não revelam o motivo da venda, mas Musk parece estar levantando fundos para comprar o Twitter.

Em um tweet na noite de quinta-feira, Musk disse: “Não há mais vendas de TSLA planejadas depois de hoje”.

Pessoas de dentro da empresa, como Musk, devem relatar compras ou vendas de ações de sua empresa à SEC para informar a comunidade de investidores mais ampla sobre sua atividade.

Mas eles têm alguns dias para fazer esse arquivamento e ainda cumprir as regras.

As vendas de ações da Tesla por Musk foram grandes o suficiente para afundar o preço das ações da empresa. A maioria das ações que ele informou vender esta semana – 3,7 milhões – foram vendidas na terça-feira (26).

Isso representou 17% do valor normal de negociação diária em ações da Tesla até agora este ano, antes de terça-feira.

As ações da Tesla perderam 12,2% de seu valor durante o pregão de terça-feira, a maior queda em um dia nas ações da empresa desde setembro de 2020.

A queda das ações levou a uma onda de vendas de outros investidores, já que 45 milhões de papéis foram negociados – cerca do dobro do volume de negócios do dia anterior.

Os investidores da Tesla também poderiam ter vendido ações nesta semana por preocupação de que Musk não pudesse dedicar tanto tempo e atenção à Tesla . A empresa tem planos de crescimento ambiciosos e concorrência crescente.

As ações da Tesla praticamente não mudaram na quarta e na quinta-feira. As ações subiram 3% nas negociações de pré-mercado na sexta-feira.

Espera-se que Musk use suas enormes participações na Tesla como forma de financiar sua compra do Twitter. Mas isso não significa que ele precisa vender todas as suas ações para aumentar o preço total de compra.

Em vez disso, ele pode usar as ações como garantia de empréstimos para levantar o dinheiro.

Mas há limites para quanto dinheiro ele pode levantar simplesmente oferecendo suas ações da Tesla como garantia. Ele pode arrecadar mais dinheiro vendendo parte de suas ações da Tesla.

As regras corporativas da Tesla afirmam que os executivos e diretores da empresa podem levantar apenas 25% do valor das ações oferecidas como garantia.

Em 30 de junho de 2021, os registros da empresa mostram que Musk já havia prometido 88,3 milhões de suas ações da Tesla como garantia, mas essas ações foram prometidas anos atrás, quando as ações da Tesla valiam uma pequena fração de seu valor atual.

Ele provavelmente seria capaz de emprestar mais dinheiro mesmo contra algumas dessas ações.

E as estimadas 79 milhões de ações não prometidas que ele possui após as vendas de terça-feira podem ser usadas para emprestar US$ 17 bilhões, mesmo com a recente queda no preço das ações da Tesla.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN