Escudo contra risco interno não evitou piora do mercado

Mesmo com as boas notícias externas, como a China sem novos casos de Covid-19, e a alta do petróleo, ainda não foram fortes o suficiente para compensar o cenário interno

Abertura de Mercado
Abertura de Mercado Arte/CNN Brasil

Ana Carolina Nunesdo CNN Brasil Business

São Paulo

Ouvir notícia

Até recentemente, muitos especialistas e economistas acreditavam que seria possível seguir por uma via paralela ao que estava acontecendo internamente no país, com a crise política e a desarmonia entre os poderes. A ideia era ir remontando as perdas com a pandemia, enquanto fechava as portas para a crise não vazar para fora do controle. Mas o escudo não foi suficiente. 

A criatividade com os gastos públicos, parecer que está cumprindo as regras fiscais, despistar o aumento da inflação e o aumento dos juros foram fatores que acabaram saltando. O ministro da Economia, Paulo Guedes, chegou a pedir moderação e depois negou que o país esteja perdendo o controle na economia, apesar de reconhecer os ruídos políticos. Agora é ver como o mercado vai precificar tudo isso.

Mesmo com as boas notícias externas, como a China sem novos casos de Covid-19, e a alta do petróleo – que indica uma sustentação da recuperação econômica pelo mundo – , ainda não foram fortes o suficiente para compensar o cenário interno. O mercado até abriu indicando um alívio, mas não se sustentou

Lembrando que se os agentes econômicos perdem a confiança na estratégia, as expectativas “desancoram”, um jargão usado pelos mais experientes do mercado para se referir à confiança nas decisões que estão sendo tomadas pelo Banco Central (BC).

No boletim Focus desta segunda-feira (23), a previsão para o IPCA de 2022 subiu pela quinta semana seguida, apesar de o BC já estar atuando para controlar a inflação do ano que vem, pois a deste ano não tem muito o que fazer mesmo. Vale dizer que a expectativa dos agentes econômicos para a inflação é um termômetro muito importante para o BC.

Nesta segunda ainda foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que além do veto do fundo eleitoral, a publicação veio com uma surpresa, com o veto parcial da chamada “emenda de relator”, emenda que dá o poder ao relator do orçamento de 2022 (que ainda não se sabe quem será), o poder de manejar e alocar bilhões.

Neste episódio do podcast Abertura de Mercado, a comentarista de economia da CNN Thais Herédia ouve especialistas sobre esses e outros temas que mexem com a economia e influenciam o mercado.

Conheça os podcasts da CNN Brasil

E Tem Mais
Abertura de Mercado
Horário de Brasília
CNN Mundo
Alma do Negócio
Entre Vozes
5 Fatos
Na Palma da Mari

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Mais Recentes da CNN