“Estamos presos em uma crise fiscal”, diz novo assessor de Moro

Affonso Celso Pastore afirmou à CNN que política fiscal é primordial para condicionar crescimento do país

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o ex-presidente do Banco Central (BC) Affonso Celso Pastore afirmou “estamos presos em uma crise fiscal”. Segundo o novo assessor do ex-juiz Sergio Moro, essa situação impede que o país ofereça seguros para sociedade em períodos de dificuldade econômica.

“A política fiscal é a condição necessária para poder criar todas as demais condições nas quais o país cresce”, disse Pastore.

“Você não pode ter um governo que tenha o programa de ajuste fiscal como a sua última finalidade.”

O risco fiscal no Brasil é motivo de preocupação também para o mercado financeiro. Devido em parte ao impasse na PEC dos Precatórios, o Ibovespa fechou a sessão desta quinta-feira (18) em baixa de 0,51%, que foi o menor patamar do índice em 2021 e o mais baixo desde 6 de novembro de 2020.

A proposta é a principal aposta do governo de financiamento do Auxílio Brasil, programa social que substitui o Bolsa Família. O texto foi aprovado na Câmara dos Deputados e agora tramita no Senado.

De acordo com Pastore, o modelo do Bolsa Família é excelente e precisa ser estendido. “O Brasil tem que no fundo encontrar formas de colocar mais gente na direção de ter o avanço que as pessoas que foram beneficiadas pelo Bolsa Família têm.”

(Publicado por Evandro Furoni)

Mais Recentes da CNN