Google anuncia que vai investir US$ 1,2 bilhão em tecnologia na América Latina

Sundar Pichai, CEO da Alphabet, anunciou um compromisso de investimento de cinco anos em infraestrutura digital, empreendedorismo e comunidades sustentáveis na região

Google: investimento pode gerar um impacto econômico anual de US$ 1,3 trilhão até 2030 em seis das maiores economias da região: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru
Google: investimento pode gerar um impacto econômico anual de US$ 1,3 trilhão até 2030 em seis das maiores economias da região: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru REUTERS/Charles Platiau

Fabrício Juliãodo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

O Google vai investir US$ 1,2 bilhão em tecnologia na América Latina, segundo anúncio feito por Sundar Pichai, CEO da Alphabet, nesta quinta-feira (9), durante a Cúpula das Américas.

“É emocionante ver o espírito de empreendedorismo e inovação acontecendo em toda a América Latina. Orgulho de apoiá-lo com um compromisso de US$ 1,2 bilhão para ajudar a acelerar a transformação digital e o crescimento econômico em toda a região”, afirmou Pichai, pelo Twitter.

A investida da companhia faz parte de um compromisso do Google de cinco anos de investimento na região em quatro áreas: infraestrutura digital, habilidades digitais, empreendedorismo e comunidades inclusivas e sustentáveis.

De acordo com um relatório do Google, a potencialização das tecnologias digitais na América Latina pode gerar um impacto econômico anual de US$ 1,3 trilhão até 2030 em seis das maiores economias da região: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru. O número representa 23% do PIB desses países combinados, aponta o relatório.

Infraestrutura digital

Na parte de infraestrutura digital, o Google anunciou que trabalha para melhorar a conectividade e o acesso aos seus produtos, que incluem o “Google Search (a função de pesquisa do Google), o Gmail, YouTube e o Cloud.

A companhia revelou que pretende operacionalizar o cabo submarino “Firmina”, em homenagem à romancista abolicionista brasileira Maria Firmina dos Reis. Ele será o maior cabo submarino do mundo, conectando EUA à Argentina, capaz de operar a uma única fonte de energia. A previsão é que o projeto comece a ser executado no ano que vem.

Firmina segue três outros investimentos significativos em cabos na América Latina – Monet, Tannat e Curie – que também visam trazer mais conectividade para a região.

Treinamento

Como parte da estratégia da empresa de treinar profissionais capacitados com habilidades digitais, o Google anunciou que vai oferecer 1 milhão de bolsas para o curso “Google Career”.

“Esse treinamento ajudará as pessoas a acessar empregos bem remunerados em áreas de alto crescimento”, comunicou a companhia.

Os certificados de carreira do Google são programas de treinamento digital para trabalhos como suporte de TI, gerenciamento de projetos, análise de dados e design de experiência do usuário. Não é preciso ter experiência para participar dos cursos, que estão disponíveis no Coursera.org. As bolsas visam cobrir as mensalidades do Coursera.

Sustentabilidade e inclusão

O Google também disse que parte do investimento será destinado à construção de comunidades mais inclusivas e sustentáveis. Serão US$ 300 milhões nos próximos cinco anos para apoiar organizações sem fins lucrativos focadas em áreas como sustentabilidade e oportunidades econômicas para mulheres e jovens.

O capital será dividido em US$ 50 milhões em doações em dinheiro e US$ 250 milhões em anúncios para estas organizações.

 

Mais Recentes da CNN