Governo precisa participar de discussões, diz Lira sobre estatais

Presidente da Câmara esteve reunido nesta segunda (20) com líderes de bancadas e com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG)

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), declarou, nesta segunda-feira (20), após encontro com líderes de bancadas e com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que o governo federal e o Ministério da Economia precisam se envolver diretamente nas discussões sobre as estatais.

“Há um sentimento, quase que unânime, por parte de todos os líderes que participaram dessa reunião, que o Ministério da Economia e o governo federal têm que se envolver também diretamente nessas discussões, participar mais de perto e atuar mais de perto dessas discussões”, afirmou Lira.

“Como, por exemplo, em vez de a gente estar formatando uma PEC [Proposta de Emenda Constitucional], nos assuntos que sejam constitucionais ou projetos de lei dos assuntos que são infraconstitucionais, possam ser resolvidos mais rapidamente através de medidas provisórias, que possam alterar alguns aspectos da Lei 13.303, ou Lei das Estatais, que permitam uma maior sinergia entre as estatais e o governo do momento”, continuou.

Segundo Lira, o presidente do Senado fez anotações sobre o que foi discutido na reunião para levar aos líderes da Casa.

Para o parlamentar, não há nada para se comemorar em renúncia do presidente da Petrobras, José Mauro Coelho. A decisão ocorreu três dias após um novo reajuste no preço dos combustíveis e em meio à pressão do governo.

Coelho foi demitido há um mês, mas o processo de checagem do candidato indicado a ser seu substituto, Caio Paes de Andrade, ainda não teve fim. O conselheiro Fernando Borges assume interinamente o comando da Petrobras, depois da indicação do presidente do Conselho de Administração da empresa, Márcio Weber.

Além de deixar a presidência da estatal, Coelho também renunciou ao cargo de membro do Conselho, conforme divulgado pela empresa.

Novas reuniões com políticos de oposição e do governo serão feitas na Câmara na terça-feira (21) para discutir o tema e a proposição de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras.

De acordo com Lira, o deputado Altineu Côrtes (PL-RJ) “está apresentando um requerimento de pedido de CPI pelo Partido Liberal”.

“Os partidos estão cada um com o seu convencimento, os líderes vão conversar com os seus deputados para dar respaldo ou não a esse pedido. CPI é licito e normal a formatação feita por qualquer deputado e qualquer partido”, explicou.

“Nós temos só o regimento para cumprir com relação às possibilidade de como venham, se tiver com todos os embasamentos, as assinaturas necessárias, fato determinado as assinaturas, fato determinado, teria a instalação”, finalizou.

(*Com informações de Fabrício Julião e Maria Carolina Brito, da CNN)

Mais Recentes da CNN