Guerra na Ucrânia deve elevar insegurança alimentar global, diz Tesouro dos EUA

Mesmo antes da guerra, mais de 800 milhões de pessoas, ou 10% da população global, sofriam com a insegurança alimentar crônica, disse Yellen, secretária do Tesouro americano

Secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen
Secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen 23/06/2021 REUTERS/Greg Nash

Reuters

Ouvir notícia

A guerra na Ucrânia será responsável por exacerbar a “já grave” insegurança alimentar no mundo, com choques de preços e de oferta somando-se às pressões inflacionárias globais, afirmou nesta terça-feira a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen.

Mesmo antes da guerra, mais de 800 milhões de pessoas, ou 10% da população global, sofriam com a insegurança alimentar crônica, disse Yellen, e estimativas mostram que preços mais altos de alimentos podem levar ao menos mais 10 milhões de pessoas à pobreza.

Yellen disse que os países deveriam evitar proibições de exportações que possam elevar mais o preços, ao mesmo tempo que intensificam o suporte a populações vulneráveis e pequenos produtores.

“Quero ser clara: as ações da Rússia são responsáveis por isso”, disse Yellen, acrescentando que os Estados Unidos trabalham com parceiros e aliados com urgência para “ajudar a mitigar os efeitos da guerra irresponsável da Rússia sobre os mais vulneráveis no mundo.”

Mais Recentes da CNN