Indústria de 3 estados opera no nível pré pandemia, com destaque para MG; entenda

A indústria mineira já operava acima do nível verificado antes da crise do coronavírus em junho do ano passado

Produzido por Priscila Yazbekda CNN

Ouvir notícia

As indústrias de três estados brasileiros operavam num patamar pré pandemia em julho, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Minas Gerais é o destaque, com produção 12% acima do ritmo visto em fevereiro de 2020, seguido de Santa Catarina, com produção 3% superior, e Paraná, com 0,4%.

Segundo Bernardo Almeida, gerente de pesquisa regional do instituto, o ritmo em Minas é destaque positivo desde junho do ano passado, quando a indústria local já operava acima do verificado antes da crise do coronavírus. Isso porque a atividade na região é levada pela indústria extrativa de mineração, fortemente influenciada pela valorização do preço do minério.

O boom das commodities segue a demanda aquecida da China e dos Estados Unidos, onde a vacinação ajuda na retomada da economia co mais força. “O minério de ferro, matéria-prima para o aço, acaba impulsionando a indústria de Minas”, diz o especialista.

Em SC, a indústria de vestuário tem apresentado bons resultados. A atividade é bastante relevante na região. Além disso, a metalurgia vem puxando o resultado para cima. No caso do Paraná, a influência positiva vem do petróleo. Lá há uma importante refinaria, a , lá tem uma importante refinaria, a Repar.

Na comparação anual, oito estados tiveram queda na produção e sete subiram.

Destaques na comparação mensal

A indústria teve um recuo de 1,3% de junho para julho. Na pesquisa regional, oito estados apresentam alta e sete tiveram queda.

Nessa comparação, o  destaque positivo é a Bahia, que subiu 6,7%. Segundo Almeida o estado teve influência positiva dos derivados de petróleo, usados em combustíveis, que, num momento de retomada, acabam tendo uma demanda maior.

Do lado negativo, com as duas maiores quedas, ficam Amazônia e São Paulo. Este primeiro, com queda de 14,4%, foi influenciado pela indústria de bebidas e outros equipamentos de transporte, que sofre com a queda no consumo das famílias, prejudicado pela alta da inflação. Já São Paulo, com queda de 2,9%, teve impacto da indústria automotiva, que sofre com a crise de semicondutores, matéria-prima para fabricação de veículos.

Produção industrial regional
Produção industrial regional / Produção industrial regional
Produção industrial regional
Produção industrial regional / cnn brasil

(Publicado por Ligia Tuon)

Mais Recentes da CNN