Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Indústria e serviços da China contraem juntos pela 1ª vez desde 2020, mostra PMI

    Índice de Gerentes de Compras oficial de indústria caiu a 49,5; o de serviços, a 48,4

    Linha de produção de aros de bicicleta em Hangzhou, China
    Linha de produção de aros de bicicleta em Hangzhou, China 03/03/2020. China Daily via REUTERS

    da Reuters

    Ouvir notícia

    A atividade nos setores industrial e de serviços da China contraiu simultaneamente em março pela primeira vez desde o ápice do surto de Covid-19 no país em 2020, ampliando a urgência de mais intervenção para estabilizar a economia.

    O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial de indústria caiu a 49,5 de 50,2 em fevereiro, informou a Agência Nacional de Estatísticas nesta quinta-feira (31), enquanto o PMI de serviços recuou a 48,4 em março, de 51,6.

    A última vez em que ambos os PMIs firam simultaneamente abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração foi em fevereiro de 2020, quando as autoridades corriam para conter a disseminação do coronavírus.

    A segunda maior economia do mundo acelerou em janeiro-fevereiro, com alguns indicadores importantes superando as expectativas, mas agora corre o risco de desacelerar com força conforme as autoridades restringem a produção e a mobilidade em cidades afetadas pela Covid, incluindo Xangai e Shenzhen.

    “Recentemente, conjuntos de surtos epidêmicos ocorreram em muitos lugares na China, e junto com um aumento significativo na instabilidade geopolítica global, a produção e a operação de empresas chinesas foram afetadas”, disse Zhao Qinghe, estatístico sênior da agência.

    O PMI Composto oficial da China, que combina indústria e serviços, ficou em 48,8 em março de 51,2 em fevereiro, na segunda leitura mais baixa desde fevereiro de 2020.

    Mais Recentes da CNN