Investimentos privados podem ajudar a evitar deslizamentos, diz especialista

Marco do Saneamento trouxe mais capital para o setor, mas ainda não o suficiente para atender à demanda atual

Priscila Yazbekda CNNJoão Pedro Malardo CNN Brasil Business

em São Paulo

Ouvir notícia

Deslizamentos que resultam em tragédias como a de Petrópolis poderiam ser evitados se o investimento em projetos de drenagem de água da chuva fosse maior, e o setor privado pode auxiliar a evitar novos desastres, segundo o economista e professor da FGV Gesner Oliveira.

Em entrevista à CNN nesta terça-feira (22), ele afirmou que o chamado Marco do Saneamento trouxe mais investimentos privados para a área, que inclui o segmento de drenagem, mas apenas considerando água e esgoto ainda seria necessário o dobro do atraído para atender à demanda atual.

“Em áreas onde pode haver deslizamentos, é preciso preservar a vegetação, uma fiscalização rigorosa para não se deixar construir onde não se pode construir, ter curva de nível nos morros, mapeamento de áreas de inundação, sistemas de alertas”, diz Oliveira.

“Todas essas medidas requerem investimento. Dos quatro segmentos, água, esgoto, manejo de resíduo sólido urbano e drenagem, infelizmente drenagem é o que recebe menos investimento”.

Um levantamento do professor aponta que 54,7% dos municípios não têm sistema exclusivo de drenagem fluvial, e 62% das cidades não mapeiam áreas de risco.

“O que acontece é que esses investimentos requerem planejamento, são obras de infraestrutura que requerem planejamento de longo prazo, não pode ser obra de um governo com objetivo político e eleitoral. Isso requer uma organização, tanto no plano municipal quanto estadual e federal muito grande”, afirma.

Para Oliveira, “trazendo o investimento privado com contratos de longo prazo muito bem planejado e com supervisão de agências reguladoras, esse segmento pode melhorar”.

Confira a entrevista completa no vídeo acima.

Mais Recentes da CNN