Ministro diz que segurança energética da Arábia Saudita é ameaçada por ataques

Ataques transfronteiriços dos houthis puseram em dúvida a capacidade saudita "de atender exigências energéticas necessárias do mundo", em momento de choque global de oferta de petróleo

Refinaria na Arábia Saudita
Refinaria na Arábia Saudita 21/05/2018REUTERS/Ahmed Jadallah

do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

O ministro de Energia da Arábia Saudita, o príncipe Abdulaziz bin Salman, disse nesta terça-feira (29) que os mercados de petróleo estão atravessando um “período de turbulência” e reiterou que a capacidade de seu país de garantir a segurança energética já não é mais garantida.

Segundo o ministro, ataques transfronteiriços puseram em dúvida a capacidade da Arábia Saudita “de atender as exigências energéticas necessárias do mundo”.

Os ataques foram lançados por rebeldes houthi apoiados pelo governo iraniano, a partir do Iêmen.

“Não é preciso dizer que, se essa segurança de oferta for atingida, isso irá nos atingir. Mas, de maneira geral, acho que também afetará a economia mundial”, disse Abdulaziz, durante evento patrocinado pelo governo de Dubai.

Os preços do petróleo, que já estão nos maiores níveis em anos, subiram ainda mais com novos ataques de rebeldes houthi contra instalações petrolíferas sauditas.

Mais Recentes da CNN