Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Musk diz que comprar Twitter é sobre o futuro da civilização, não ganhar dinheiro

    "Acordo proposto não é sobre a economia dos negócios do Twitter, mas sobre garantir que continue sendo uma plataforma confiável para a democracia", afirmou o bilionário em palestra

    Elon Musk reconheceu que, mesmo que comprasse a empresa, ainda haveria erros
    Elon Musk reconheceu que, mesmo que comprasse a empresa, ainda haveria erros REUTERS

    Brian Fungdo CNN Business*

    Ouvir notícia

    Elon Musk defendeu sua oferta de compra do Twitter na quinta-feira (14), dizendo durante uma entrevista no palco de uma conferência TED que vê a aquisição como nada menos que um ponto de virada para a civilização.

    Musk disse que o acordo proposto não é sobre a economia dos negócios do Twitter, mas sobre garantir que o Twitter continue sendo uma plataforma confiável para a democracia – descrevendo sua visão em termos caracteristicamente abrangentes.

    “Esta não é uma maneira de ganhar dinheiro”, disse Musk ao chefe do TED, Chris Anderson. “Meu forte senso intuitivo é que ter uma plataforma pública que seja extremamente confiável e amplamente inclusiva é extremamente importante para o futuro da civilização.”

    O CEO da Tesla e da SpaceX criticou o que viu como falta de liberdade de expressão no Twitter e disse que o Twitter deveria abrir seu algoritmo para aumentar a transparência nas decisões de moderação de conteúdo da empresa. Isso refletiria uma grande mudança na forma como o Twitter opera.

    “O código deve estar no Github para que as pessoas possam olhar e dizer ‘vejo um problema aqui’, ‘não concordo com isso’, podem destacar problemas, sugerir mudanças”, disse Musk.

    Questionado sobre como ele mudaria a moderação de conteúdo do Twitter, Musk explicou que seu teste para saber se uma plataforma adere aos princípios de liberdade de expressão é simples: “Alguém que você não gosta pode dizer algo que você não gosta? , então temos liberdade de expressão.”

    Musk ponderou que, se um tuite fosse particularmente controverso, talvez a empresa não devesse promover esse tuite, mas acrescentou: “Acho que queremos ser muito relutantes em excluir coisas e ser muito cautelosos com banimentos permanentes; tempos limite são melhores”.

    Musk reconheceu que, mesmo que comprasse a empresa, ainda haveria erros.

    “Acho que todo mundo ainda vai me culpar por tudo”, disse ele. “Se eu adquirir o Twitter e algo der errado, a culpa é minha, 100%. Acho que haverá alguns erros.”

    Questionado se ele tinha um plano alternativo se sua tentativa de comprar o Twitter falhar, Musk disse que tem “várias” ideias. Mas ele se recusou a dar mais detalhes, dizendo que isso precisaria esperar “para outra hora”.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN