Nobel de Economia trouxe contribuições excepcionais, diz orientando de vencedor

À CNN Rádio, Marcelo Neri explicou que trabalho de David Card busca apontar relações de causa e efeito

Prêmio Nobel
Prêmio Nobel Niklas Halle'n/AP

Amanda GarciaBel Camposda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

O prêmio Nobel de Economia foi concedido a David Card, Joshua D. Angrist e Guido W. Imbens nesta segunda-feira (11). A notícia foi especial, em particular, para o economista e diretor do FGV Social, Marcelo Neri.

Neri foi orientando de David Card durante o seu doutorado em Princeton, o primeiro brasileiro a ser orientado pelo economista.

“Estou bastante emocionado com esse reconhecimento pelo trabalho, Card é uma pessoa excepcional com contribuições excepcionais. É merecido”, afirmou, em entrevista à CNN Rádio nesta segunda-feira (11).

O trabalho do vencedor do Nobel “resgata relações de causa e efeito no mundo real”. Isso significa, por exemplo, que ele busca apontar “soluções para o que uma política causa.”

“Muitas vezes o fato de um governo adotar uma política é porque já tem um viés que vai impactar o resultado, é uma relação bastante sutil e difícil, que os médicos já faziam, trabalhos trouxeram abordagem da medicina para ciências sociais e a economia”, explicou.

A pesquisa busca, no mundo real, por exemplo, como um tipo de educação aplicada impacta o salário das pessoas. Da mesma forma, o trabalho de Angrist e Imbens “sistematiza” essa abordagem de causa e efeito.

“Eles formalizam, explicam, como que eu posso estabelecer causa e efeito em condições não-ideais, consigo desenhar a priori o experimento para saber os resultados”, completou.

Mais Recentes da CNN