ONS prevê para dezembro melhor cenário hídrico dos últimos cinco meses

Reservatórios do Sudeste/Centro-Oeste devem registrar 26,1% de sua capacidade total no próximo mês

No Nordeste, o ONS apontou volumes em 86% da média histórica em dezembro
No Nordeste, o ONS apontou volumes em 86% da média histórica em dezembro 7/09/2021 REUTERS/Washington Alves

Lucas Janoneda CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O boletim mais recente do Operador Nacional do Sistema elétrico (ONS) mostra que os níveis de armazenamento do subsistema Sudeste/Centro-Oeste, responsável por cerca de 70% da geração de energia do Brasil, deve chegar a 26,1% de sua capacidade em dezembro.

Caso a projeção se concretize, os reservatórios da região terão o melhor volume hídrico dos últimos cinco meses. Em julho, os reservatórios do subsistema estavam em 29%.

De acordo com o ONS, os reservatórios do Nordeste e do Norte também devem apresentar melhores níveis de armazenamento até o fim de dezembro. Segundo o boletim, os reservatórios das regiões terão 47,5% e 40,6% da sua capacidade máxima no período.

Atualmente, os subsistemas registram 36,9% e 34,5%, respectivamente. Apenas o Sul do Brasil apresentou uma piora no cenário hídrico para o mês de dezembro, com uma queda dos atuais 55,2% de sua capacidade para 49,9%.

Os reservatórios brasileiros continuam em recuperação. É o caso do reservatório da Usina de Furnas, responsável por 40% da energia consumida no país, que em outubro registrava 18,27% e, em novembro, chegou a 21,33%. O reservatório da G. B. Munhoz, no Sul, também apresentou melhora, saindo de 55,25%, em outubro deste ano, para 65,78% neste mês.

O informe divulgado, nesta sexta-feira (26), mostra que os bons resultados estão relacionados, principalmente, ao volume de chuvas em praticamente todas as regiões do país, que aumenta há pelo menos três semanas consecutivas.

Durante o período de maior escassez hídrica no brasil, que aconteceu em setembro deste ano, os reservatórios do subsistema Sudeste/Centro-Oeste chegaram em apenas 16% da capacidade máxima.

“Dois sistemas frontais avançam pelo país no decorrer da semana operativa, um no início da semana ocasionado chuva fraca em pontos isolados das bacias da região Sudeste, e o segundo ao atingir a região Sudeste e Centro-Oeste ocasionará totais elevados de precipitação nas bacias dos rios Paranaíba, Tocantins e Madeira e no médio São Francisco”, destaca um trecho do boletim do Operador Nacional.

Por fim, o levantamento do ONS aponta que o maior volume de chuva no país reduziu a previsão de carga demandada em dezembro, já que a temperatura mais amena faz com que os brasileiros usem menos os aparelhos eletrônicos, como o caso do ar-condicionado.

O Sistema Interligado Nacional (SIN) mostra que a demanda energética para a primeira semana de dezembro será 0,5% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado.

A queda mais acentuada da previsão de carga acontece no Sudeste/Centro-Oeste que registra uma redução de 1,6%. No Rio de Janeiro, a Defesa Civil emitiu, nesta sexta-feira (26), um alerta de chuva moderada a forte e rajadas de vento para os próximos dias.

Mais Recentes da CNN