Aluguel de carro fica cerca de 20% mais caro por falta de frota em locadoras

Dependendo do modelo e do estado, a alta pode ser ainda maior

Juliana Faddul, colaboração para o CNN Brasil Business, em São Paulo

Ouvir notícia
Carros
Foto: Reuters/Yuriko Nakao

Quem pretende alugar um carro para cair na estrada neste fim de ano terá que tirar o pé do acelerador –pelo menos na hora de pagar as diárias. Os aluguéis estão cerca de 20% mais caros em relação aos preços de março deste ano. Dependendo do modelo e do estado, a alta pode ser ainda maior. 

O aumento acontece porque faltam quase 100 mil unidades na frota das locadoras. O setor, que iniciou o ano com uma frota total de 997.416 veículos, teve de se contentar com 916 mil em setembro. Por causa da pandemia, locadoras venderam seus veículos para comprarem modelos mais novos direto com as montadoras -que vêm postergando por meses a entrega. 

Leia também:

GM garante os dois primeiros lugares no ranking de carros mais vendidos no país
Procon-SP determina que Apple forneça carregador para quem comprar iPhone 12

Para se ter um nível de comparação, no ano passado as montadoras demoraram até 30 dias para entregar um automóvel. Hoje, o prazo se estende para três meses. Transformando essa métrica em quantidades de carros, no ano passado o setor comprou 540 mil veículos novos. Já para 2020, a expectativa mais otimista é terminar o ano com 350 mil unidades.

“Não estamos em um ‘embate’ com as montadoras. Por causa da crise gerada pela pandemia, as montadoras mudaram sua postura e estão priorizando e focando sua produção para venda para pessoas físicas”, disse Paulo Miguel Junior, presidente da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA). Além da estratégia de vendas, destacam-se também a lentidão nas linhas de produção (devido aos isolamento e às medidas sanitárias) e a variação cambial (todos os veículos têm componentes importados). 

Paulo Miguel Junior faz um mea culpa pelo aumento das tarifas. “O valor do aluguel tem de ser suficiente para a locadora pagar as despesas e gerar caixa para a renovação futura da frota. O uso desvaloriza o veículo e, para que o carro possa ser trocado por um zero quilômetro, é preciso que a locadora tenha rentabilidade durante o período de locação”, disse. Vale lembrar que este é um período importante para o setor, já que há um aumento de 20% na procura por alugueis para viagens de lazer. 

Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

Mais Recentes da CNN