Setor aéreo monitora riscos de tecnologia 5G interferir na aviação; entenda

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta um balanço dos cuidados adotados para evitar que faixas de frequência usadas por aviões sejam afetadas

Da CNN Brasil*

Em São Paulo

Ouvir notícia

A fabricante de aviões Embraer comunicou à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), na semana passada, que pretende começar a realizar testes para avaliar o impacto da tecnologia 5G em suas aeronaves. A medida foi anunciada depois de empresas norte-americanas de telefonia adiarem em duas semanas o início de novos serviços de 5G no país a pedido do governo e de fabricantes de aeronaves, que pediram mais tempo para avaliar os riscos de interferência nas faixas de frequência usadas por seus aviões.

No Brasil, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou que não pretende adiar o início da operação do 5G, marcada para o final de julho. A agência afirma que a faixa de frequência adotada no país é diferente da norte-americana e obedece com folga os parâmetros internacionais de segurança.

Neste episódio do E Tem Mais, Carol Nogueira apresenta um balanço dos cuidados adotados no Brasil e no exterior para evitar que a introdução da tecnologia 5G cause interferência na aviação. Para descrever as preocupações do setor aéreo e os desafios do 5G no Brasil, participam deste episódio o mecânico de aeronaves Lito Sousa, criador do canal Aviões e Músicas, e o especialista em tecnologia, inovação e segurança digital Arthur Igreja.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

E Tem Mais

Horário de Brasília

Entre Vozes

CNN Mundo

Alma do Negócio

5 Fatos

Abertura de Mercado

Na Palma da Mari

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

(* Publicado por Diego Toledo)

Podcast E Tem Mais, com apresentação de Carol Nogueira
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã / CNN Brasil

Este episódio tem patrocínio de Binomo, clique aqui e saiba mais.

Mais Recentes da CNN