XP compra fatia na Suno e reforça conteúdo sobre mercado financeiro

O tamanho da aquisição não foi revelado, nem o valor da operação.

Bancos de investimentos têm feito várias aquisições em empresas que produzem conteúdo sobre o setor
Bancos de investimentos têm feito várias aquisições em empresas que produzem conteúdo sobre o setor Reuters

Altamiro Silva Júnior, do Estadão Conteúdo

Ouvir notícia

A XP anunciou, na última terça-feira (4), sua primeira aquisição de 2022, uma “participação minoritária estratégica” no grupo Suno, envolvendo a Suno Researc, que produz conteúdo e análises sobre o mercado financeiro, e a Suno Asset, de gestão de recursos.

O tamanho da fatia adquirida não foi revelado nem o valor da operação.

Os bancos de investimentos têm feito várias aquisições em empresas que produzem conteúdo sobre o setor. Um exemplo é o BTG Pactual, concorrente da XP, que em 2019 pagou R$ 72,4 milhões pela revista Exame.

No ano passado, o BTG comprou a dona da Empiricus, a Universa, que reúne as empresas Empiricus, Vitreo, Money Times, Seu Dinheiro e Real Valor.

Fundada em 2016, a Suno tem 280 colaboradores e mais de 150 mil clientes em suas plataformas, com uma audiência de mais de 12 milhões de pessoas em seus sites e 6 milhões de seguidores nas redes sociais.

A empresa elabora conteúdos gratuitos e pagos, como análises, notícias, livros, cursos e relatórios com recomendações de ativos.

Mais Recentes da CNN