Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Airbus revela planos de contratar mais de 13 mil pessoas e ação cai em Paris

    Iniciativa da Airbus vem num momento em que outras indústrias estão eliminando milhares de empregos em meio a sinais de uma possível recessão global

    Por volta das 7h45 (de Brasília), a ação da Airbus tinha queda de 1,9% na Bolsa de Paris
    Por volta das 7h45 (de Brasília), a ação da Airbus tinha queda de 1,9% na Bolsa de Paris Airbus

    Sergio Caldas, do Estadão Conteúdo

    A ação da Airbus operava em baixa de quase 2% na manhã desta sexta-feira (27) após a fabricante de aviões europeia revelar ontem à tarde que pretende contratar mais de 13 mil pessoas este ano, repetindo o que fez em 2022, para acelerar a produção de jatos comerciais, superar problemas de atrasos nas entregas e atender a demanda crescente.

    A empresa, que tem sede em Toulouse, no sul da França, disse em comunicado que 9 mil dos novos empregos serão gerados na Europa e o restante, em outras partes do mundo. Atualmente, a Airbus conta com mais de 130 mil funcionários.

    A iniciativa da Airbus vem num momento em que outras indústrias estão eliminando milhares de empregos em meio a sinais de uma possível recessão global.

    Empresas de tecnologia, que ampliaram seus quadros rapidamente no auge da pandemia de covid-19, vêm anunciando agressivos cortes de empregos desde o fim do ano passado.

    A Airbus, por outro lado, reduziu sua produção de jatos comerciais e eliminou milhares de vagas no início da pandemia, na maior reestruturação de sua história, na tentativa de lidar com o fechamento de fronteiras e adoção de restrições a viagens.

    Por volta das 7h45 (de Brasília), a ação da Airbus tinha queda de 1,9% na Bolsa de Paris.

    Conheça os aviões mais vendidos do mundo