Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsas da Europa fecham em baixa na maioria após aumento de juros pelo BCE

    Índice pan-europeu Stoxx 600 recuou 0,13% no pregão, a 464,32 pontos

    Fora da zona do euro, Londres oscilou ao longo do dia, mas terminou com alta de 0,34%, a 7.628,26 pontos
    Fora da zona do euro, Londres oscilou ao longo do dia, mas terminou com alta de 0,34%, a 7.628,26 pontos Foto de arquivo/Reuters/Neil Hall

    Maria Lígia Barros, do Estadão Conteúdo

    A maioria das bolsas da Europa fechou com em queda nesta quinta-feira (15) após a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, indicar que o aumento de juros anunciado nesta mesma data pode não ser o último passo no aperto monetário, no dia seguinte à decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de pausar o ciclo de alta.

    O índice pan-europeu Stoxx 600 teve baixa de 0,13% no pregão, a 464,32 pontos.

    Os mercados já começaram o dia em queda, na esteira da pausa hawkishdo Fed, e na expectativa pelo BCE. A elevação nas taxas da autoridade europeia era amplamente esperada, conforme a inflação e o núcleo persistem na região.

    Os índices pioraram com a publicação da decisão, com Frankfurt, Paris e Milão chegando a bater mínimas. O BCE ainda revisou para cima suas projeções para o núcleo da inflação, reforçando a aposta por novos aumentos nos juros.

    Lagarde cravou, na coletiva de imprensa que se seguiu, que uma alta adicional em julho era muito provável.

    Na avaliação do ING, o banco central está cada vez mais arriscando piorar as perspectivas econômicas para a zona do euro.

    “No entanto, por mais que os argumentos contra novos aumentos de juros estejam ficando mais fortes, o BCE simplesmente não pode se dar ao luxo de estar errado sobre a inflação. O banco quer e precisa ter certeza de que matou o dragão da inflação antes de considerar uma mudança de política”, ponderou o analista do ING Carsten Brzeski.

    Em Frankfurt, o DAX fechou com baixa de 0,13%, a 16.290,12 pontos. Em Paris, o CAC 40 recuou 0,51%, a 7.290,91 pontos. Em Milão, o FTSE MIB caiu 0,28%, a 27.731,78 pontos.

    Em Madri, o Ibex35 teve queda de 0,02%, a 9.430,80 pontos. Já em Lisboa, o PSI 20 teve ganho de 0,57%, a 6.039,36 pontos.

    Fora da zona do euro, Londres oscilou ao longo do dia, mas terminou com alta de 0,34%, a 7.628,26 pontos. Um dos destaques foi a varejista de roupas Asos, que ganhou 14,76% após reportar previsão de lucro no terceiro trimestre do ano fiscal de 2023.