Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Campos Neto e Galípolo têm primeiro desentendimento, dizem fontes

    Pedidos de entrevistas de novo diretor do Banco Central não estavam chegando até ele

    Raquel Landimda CNN

    São Paulo

    O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, e o novo diretor de política monetária, Gabriel Galípolo, tiveram seu primeiro desentendimento.

    Os dois ainda não se falaram, porque Campos Neto está de férias com a família, enquanto Galípolo segue imerso nos assuntos da sua diretoria, já que começou nesta semana.

    De acordo com fontes ligadas ao novo diretor, os pedidos de entrevista não estavam chegando até ele.

    Segundo apuração da CNN, os jornalistas que tentavam contato com Galípolo eram encaminhados para a comunicação do BC, a fim de seguir o procedimento formal. Essas demandas nunca chegaram ao diretor.

    Além disso, a nomeação de Galípolo reabriu uma discussão se os pedidos de falas públicas dos diretores deveriam receber o aval de Campos Neto.

    A ideia, no entanto, foi rechaçada, porque o BC é uma diretoria colegiada. Os diretores têm autonomia e não se submetem ao presidente.

    O BC soltou uma nota na noite de quarta-feira (19) negando qualquer censura.

    Fontes ligadas a Campos Neto dizem que tudo não passou de um desencontro, que é praxe no banco os diretores ficarem mais imersos em suas áreas sem falar com o público assim que chegam.

    Galípolo é o primeiro diretor escolhido diretamente por Lula e Haddad, mas tinha ótima relação com Campos Neto.

    O nome do novo diretor está cotado para ser o próximo presidente do BC.