Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dólar sobe 118% e Bolsa da Argentina fecha em queda de 0,65% após pacote Milei

    Após anúncio de desvalorização ontem à noite, moeda americana sobe 118% e é negociada a 799,95 pesos

    No mercado paralelo, o dólar sobe quase 5% e é negociado a 1.120 pesos no centro de Buenos Aires
    No mercado paralelo, o dólar sobe quase 5% e é negociado a 1.120 pesos no centro de Buenos Aires 10/12/2023 Marcelo Endelli/Getty Images

    Fernando Nakagawada CNN

    São Paulo

    O dia seguinte ao anúncio das primeiras medidas econômicas do governo de Javier Milei tem forte correção de preços no mercado financeiro da Argentina. O dólar subiu mais de 100% no mercado oficial, e fechou bem próximo do novo patamar anunciado ontem pelo ministro da Economia, Luis Caputo.

    A sessão desta quarta-feira (13) encerrou com a valorização de 118,30% do dólar, negociado a 799,95 pesos (R$ 10,75). Ontem, Caputo anunciou que o dólar oficial passaria ao patamar de 800 pesos, e indicou que a intenção do governo é que o mercado passe a ter cotações livres — sem a interferência do Banco Central.

    No mercado paralelo, o dólar fechou a 1.020 pesos no centro de Buenos Aires. Logo na abertura dos negócios, algumas casas de câmbio chegaram a negociar a moeda no patamar de 1.200 pesos, mas houve ligeira acomodação dos preços perto da hora do almoço.

    No segmento paralelo, as cotações estão no patamar de 1.000 pesos há várias semanas.

    Enquanto o dólar subiu, a Bolsa de Buenos Aires caiu. O índice Merval fechou em queda de 0,65%, aos 1.003.483 pontos. Entre as ações argentinas, papéis da Telecom Argentina operam em queda de 3,79%, aos 1.683,90 pesos.

    Veja também: Pacote econômico de Milei carece de detalhes e peso cai mais de 50%