Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Economista do Cade vai ajudar Barroso com agenda econômica do STF

    Guilherme Resende é formado em economia, administração e direito

    Luís Roberto Barroso substitui Rosa Weber na presidência do STF
    Luís Roberto Barroso substitui Rosa Weber na presidência do STF Carlos Moura/SCO/STF

    Caio Junqueirada CNN

    São Paulo

    O novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Roberto Barroso, contratou um economista para assessorá-lo em pautas econômicas.

    Trata-se de Guilherme Resende, economista-chefe do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

    A informação foi confirmada à CNN pelo STF.

    Resende é formado em economia, administração e direito e é professor titular do mestrado em economia do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), informa o site dele.

    O economista também é pesquisador concursado do Instituto de Pesquisa Econômico Aplicada (Ipea) desde 2004.

    O site disponibiliza diversos artigos dele, especialmente na área de defesa da concorrência.

    Fontes relataram à CNN terem receio com o perfil de Barroso na agenda econômica. Dizem que, por ser ex-procurador do estado do Rio de Janeiro, costuma votar com o Fisco e contra o contribuinte.

    A agenda econômica no STF é vasta. De interesse direto do governo, por exemplo, há o julgamento referente a Eletrobras, precatórios, Lei das Estatais, correção do FGTS, aplicação da Convenção 158 da OIT (demissões sem justa causa), Embargos de Declaração da tributação de INSS sobre 1/3 de férias.