Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em jantar, Tarcísio pede a deputados paulistas ajuste em reforma tributária

    No encontro, promovido no Palácio dos Bandeirantes, governador de São Paulo disse ser favorável à espinha dorsal da proposta, mas contra criação de conselho federativo

    Fernando Nascimento/Governo do Estado de São Paulo

    Gustavo Uribeda CNN

    Brasília

    O governador de São Paulo, Tarcísio Freitas, pediu ajustes ao texto da reforma tributária, que pode ser votado ainda neste mês na Câmara dos Deputados.

    Em jantar com a bancada paulista, na noite de domingo (2), no Palácio dos Bandeirantes, o governador disse ser favorável à espinha dorsal da proposta.

    Segundo relatos feitos à CNN por deputados presentes, no entanto, ele defendeu mudanças em alguns aspectos do texto.

    Um deles seria a grande centralização da arrecadação com o governo federal. E o segundo seria a composição do conselho federativo.

    Pela proposta, caberá a um colegiado federal, formado por representantes das unidades federativas, administrar o imposto resultado da fusão entre o ICMS e o ISS.

    A avaliação do governador de São Paulo, segundo deputados paulistas, é de que o órgão federal tiraria autonomia do estado em administrar a arrecadação do cofre estadual.

    As sugestões de mudanças já foram levadas ao relator da proposta, o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

    Em reunião, também na noite de domingo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), pediu aos líderes partidários um raio-x das dificuldades e consensos da proposta. A intenção é votá-la no plenário da Casa Legislativa antes do recesso parlamentar, que tem início no dia 18 de julho.