Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsas da Europa fecham em alta, com balanços e PIB do Reino Unido

    Índice pan-europeu Stoxx 600 teve alta de 0,37%, a 465,32 pontos

    Matheus Andrade, do Estadão Conteúdo

    As bolsas da Europa fecharam em alta nesta sexta-feira (12) recuperando partes das perdas recentes.

    O movimento foi, em alguma medida, impulsionado pela publicação de balanços de empresas importantes, assim como a divulgação de dados da economia do Reino Unido, que demonstrou sinais de resiliência.

    Outro tema que investidores vem acompanhado é a crise no setor bancário dos Estados Unidos, que vem sendo impulsionada especialmente pelos bancos regionais, e que nesta sexta apresentou algum alívio.

    Neste cenário, algumas ações de instituições financeiras europeias tiveram avanços importantes.

    O índice pan-europeu Stoxx 600 teve alta de 0,37%, a 465,32 pontos.

    Como se previa, o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cresceu 0,1% no primeiro trimestre do ano em relação aos três meses anteriores, segundo levantamento preliminar.

    Já a produção industrial britânica avançou 0,7% em março, superando expectativas de estabilidade no período.

    “Ainda não há recessão, mas com o peso total das taxas de juros mais altas ainda a serem sentidas, é muito cedo para avaliar que está tudo bem”, avalia a Capital Economics. Em Londres, o FTSE 100 subiu 0,31%, a 7.754,62 pontos.

    Para a consultoria, no geral, a leitura desta sexta pode não mover muito a visão do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês).

    “Em vez disso, serão os próximos dois lançamentos de mercado de trabalho e dois de inflação que determinarão se a taxa de juros subirá acima de 4,50% em sua próxima reunião de política monetária em junho”, projeta.

    O banco francês Société Générale e a seguradora alemã Allianz divulgaram balanços trimestrais. Em Paris, a ação do Société avançava 1,33%. Outros bancos, como o BNP Paris (+2,25%) também avançaram.

    Na cidade, o CAC 40 avançou 0,45%, a 7.414,85 pontos. Enquanto isso, em Frankfurt, a ação Allianz tinha modesto ganho, de 0,28%. Ali, o DAX subiu 0,50%, a 15.913,82 pontos.

    Em Milão, o Bper Banca subiu 2,25%, enquanto o FTSE MIB avançou 0,92%, a 27.347,32 pontos.

    Em Madri, o BBVA avançou 1,41%, ajudando no impulso do IBEX 35 a uma alta de 0,57%, a 9.234,00 pontos.

    Em Lisboa, o PSI 20 subiu 0,05%, a 6.074,44 pontos.