Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsa da Europa perdem força pressionadas pela Bayer e ações de energia

    Setor energético estava entre os mais abalados, com queda de 1,6%, acompanhando preços do petróleo mais baixos

    Em Frankfurt, índice DAX caiu 0,39%, a 15.834,91 pontos
    Em Frankfurt, índice DAX caiu 0,39%, a 15.834,91 pontos Reuters/Staff

    Por Ankika Biswas e Sruthi Shankar, da Reuters

    O índice pan-europeu STOXX 600 permaneceu inalterado nesta quinta-feira (11), depois que uma queda da alemã Bayer e de ações de energia compensaram um aumento anterior na esperança de uma pausa na campanha de alta de juros do Federal Reserve após dados econômicos favoráveis dos Estados Unidos.

    O STOXX 600 fechou estável, a 463,62 pontos, depois de subir até 0,7% mais cedo.

    Um conjunto de dados recentes sobre inflação e o mercado de trabalho dos EUA acrescentou evidências de que a economia norte-americana perde força e alimentou esperanças de uma pausa nos aumentos de juros do Fed que castigam o mercado.

    “Não acho que o Fed voltará a subir (os juros) este ano”, disse Patrick Armstrong, diretor de investimentos da Plurimi Wealth.

    “O chair do Fed, Jerome Powell, vai querer manter a taxa básica nesses níveis até que a inflação caia para um patamar mais próximo de seu mandato. Mas não tenho certeza se os mercados estão certos sobre todos os cortes nos juros que precificam.”

    O STOXX 600 tem sido negociado em faixas estreitas nas últimas semanas, à medida que os investidores avaliam as perspectivas para as políticas monetárias dos EUA e da Europa, bem como o potencial para uma recessão nos EUA após os aumentos agressivos dos juros e a recente turbulência bancária.

    Entre os principais nomes de peso, a Bayer ficou na lanterna do STOXX 600, com queda de 7,5%, sua pior baixa diária em quase dois anos, depois de alertar que os resultados de 2023 podem ficar no limite inferior de sua faixa-alvo, prejudicados pela inflação de custos e pela queda nos preços de herbicidas à base de glifosato.

    O setor de energia estava entre os mais combalidos, com queda de 1,6%, acompanhando os preços do petróleo mais baixos.

    Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,14%, a 7.730,58 pontos.

    Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,39%, a 15.834,91 pontos.

    Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,28%, a 7.381,78 pontos.

    Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,61%, a 27.098,89 pontos.

    Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,16%, a 9.182,80 pontos.

    Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,74%, a 6.071,22 pontos.