Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsas da Europa fecham mistas, com projeções econômicas e negociações nos EUA

    Comissão Europeia revisou para cima suas expectativas de avanço do PIB da zona do euro e há cautela sobre resolução do impasse da dívida dos Estados Unidos

    Em Paris, o CAC 40 ganhou 0,05%, aos 7.418,21 pontos
    Em Paris, o CAC 40 ganhou 0,05%, aos 7.418,21 pontos Mbzt/Wikimedia Commons

    Matheus Andrade, do Estadão Conteúdo

    As bolsas da Europa fecharam sem sinal único nesta segunda-feira (15) em uma sessão com atenção às projeções econômicas para a região, que incluíram uma revisão para cima do PIB e também da inflação.

    Além disso, há cautela com as perspectivas para uma resolução do impasse do teto da dívida dos Estados Unidos, assunto que vem gerando apreensão em investidores de todo o mundo pelos eventuais impactos de um default.

    O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,23%, aos 466,55 pontos.

    A Comissão Europeia, braço executivo da UE, revisou para cima nesta segunda suas expectativas de avanço do PIB da zona do euro. Após um começo de ano melhor do que o esperado, a projeção agora é que a economia do bloco se expanda 1,1% em 2023, ante estimativa anterior de alta de 0,9%.

    Por outro lado, a Comissão elevou também sua previsão para a inflação ao consumidor (CPI) da zona do euro este ano, de 5,6% para 5,8%, diante da alta persistente do núcleo do índice. Para 2024, foram igualmente revisadas para cima as projeções de crescimento do bloco europeu, de 1,5% a 1,6%, e de inflação, de 2,5% a 2,8%.

    Em março, porém, a produção industrial da zona do euro decepcionou, com uma queda de 4,1% ante o mês anterior, bem maior do que se previa, segundo pesquisa da Eurostat.

    Também no radar de investidores na Europa estão o impasse em torno do teto da dívida federal dos EUA, cujas negociações deverão ser retomadas na terça-feira (16).

    No fim de semana, o presidente Joe Biden demonstrou otimismo de que um acordo poderia ser alcançado, mas nenhuma concessão significativa foi feita por nenhum dos lados.

    Na visão de Edward Moya, analista da Oanda, até que os republicanos e democratas se movam um pouco sobre aumentos de impostos, aumento do teto da dívida ou gastos federais, qualquer otimismo é prematuro.

    Em Londres, o FTSE 100 subiu 0,30%, a 7.777,70 pontos.

    Em Frankfurt, o DAX avançou 0,02%, aos 15.917,24.

    Em Paris, o CAC 40 ganhou 0,05%, aos 7.418,21 pontos.

    Em Lisboa, o PSI 20 subiu 0,33%, aos 6.094,77 pontos.

    Por outro lado, em Milão, o FTSE MIB caiu 0,37%, a 27.245,46 pontos, e o IBEX 35 caiu 0,47%, a 9.190,30 pontos em Madri.