Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Poupança tem ganho real em 2022 após três anos de perdas, mostra levantamento

    Economistas explicam que alta na Selic e queda na inflação beneficiaram a rentabilidade do fundo mais popular no Brasil

    Se a inflação cair em 2023, poupança pode render ainda mais, aponta economista
    Se a inflação cair em 2023, poupança pode render ainda mais, aponta economista Pixabay

    Diego Mendesda CNN São Paulo

    A poupança – investimento queridinho dos brasileiros – registrou rendimento positivo em 2022 após três anos de perdas, de acordo com m levantamento da TradeMap. Isso porque a rentabilidade no ano passado foi de 2% acima da inflação oficial — medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

    Entre 2019 e 2021, a poupança registrou rendimentos de -0,05%, -2,30% e -6,37%, respectivamente, se considerada a inflação de cada ano.

    Desde de 2000, a poupança registrou seis anos de queda de rendimento real. O melhor registro foi no ano de 2006, quando a rentabilidade foi 5,10% acima do IPCA. O pior foi em 2021, com perda de 6,37%.

    Segundo Marília Fontes, sócia-fundadora e analista de renda fixa na Nord Research, estes números significam que a inflação retrocedeu, enquanto as taxas de juros subiram. “Os motivos dessa alta se dá ao grande ciclo de alta da taxa Selic realizado ao logo do ano, fazendo com que a remuneração da poupança subisse também”, explica.

    Na visão de Sérgio Gramcianinov, professor de Finanças da Strong Business School, esse número significa o quanto a poupança teve de ganho sobre a inflação. “No ano passado, a poupança rendeu 7,9% no ano. Então, se descontar o IPCA — índice de referência — o ganho real foi de 2%”, demostram.

    Para o professor, saber o ganho real é importante para o investidor saber se o rendimento que fez foi viável. “Analisando o gráfico, os períodos anteriores foram negativos, pois a Selic estava inferior a 8,5%. Ou seja, a regra é que, se a taxa básica está abaixo desse patamar, a taxa referencial é zero, o que significa que não houve ganho nenhum”.

    Opção de investimentos

    Sobre investir na poupança com esses resultados positivos, Fontes pontua que, embora tenha aumentado o retorno, a poupança ainda rende bem menos que o CDI.

    “Este índice teve rendimento líquido em torno de 10,60% ao ano, enquanto a poupança rendeu 7,9% [sem descontas a inflação]. Hoje há CDB de bancos conhecidos a 100% do CDI, Tesouro Selic, Fundo Selic simples com taxa zero, dentre outros, que os pequenos investidores devem ficar mais atentos”, aconselha.

    Gramcianinov faz uma análise do ganho real da poupança para 2023, em cima da projeção do Boletim Focus para a inflação. Segundo o relatório, a previsão é de uma inflação de 5,40% para este ano, menor do que os 5,79% de 2022.

    “A caderneta pode render ainda mais em 2023, caso a inflação continue caindo. Entretanto, se a inflação começar a subir, o investidor deve procurar títulos atrelados ao IPCA, pois terá retornos maiores”, afirma.

    Rendimento da poupança

    Em 2012, passou a valer uma nova regra de rendimento da poupança. Ele passou a ser calculado de acordo com o valor da taxa Selic.

    A saber:

    • Quando a Selic for maior que 8,5% ao ano, o rendimento é igual à regra anterior a 2012: 0,5% ao mês + TR;
    • Quanto a Selic for menor ou igual a 8,5% ao ano, prevalece a nova norma: rendimento é de 70% da Selic + TR.

    O professor Gramcianinov destaca que como referência, Selic chegou a 2% ao ano em 2020 — o menor patamar histórico. Em 2021, ela seguiu aumentando, mas ainda se mantinha abaixo de 8,5% em agosto. “Nesse período, os rendimentos da poupança vinham seguindo a segunda regra. No final de 2021, a taxa Selic chegou a 9,25% a.a.. Com isso, o rendimento da poupança voltou à regra antiga”, explica.