Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ibovespa cai com audiência de Campos Neto e balanços financeiros no radar; dólar sobe a R$ 5,06

    No cenário internacional, investidores aguardam por resultados do primeiro trimestre das gigantes da tecnologia

    Na véspera, o dólar à vista fechou em baixa de 0,39%, a R$ 5,040 na venda; o Ibovespa, por sua vez, teve queda de 0,40%, aos 103.946 pontos
    Na véspera, o dólar à vista fechou em baixa de 0,39%, a R$ 5,040 na venda; o Ibovespa, por sua vez, teve queda de 0,40%, aos 103.946 pontos Cris Faga/NurPhoto via Getty Images

    Da CNN

    O Ibovespa voltou a fechar em queda nesta terça-feira (25), com investidores monitorando a audiência do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em uma comissão do Senado, enquanto mais balanços financeiros foram divulgados pela manhã.

    O principal índice da bolsa brasileira retraiu 0,70%, aos 103.220 pontos. O dólar seguiu a direção contrária e encerrou com alta de 0,47%, cotado a R$ 5,063 na venda.

    O mercado brasileiro começou o dia acompanhando a audiência pública de Campos Neto na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Ele foi convidado para dar explicações sobre o patamar da taxa Selic em 13,75% ao ano, definido em agosto passado e mantido desde então.

    O atual nível da taxa de juros tem sido alvo constante de críticas do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ao ponto de criar tensões institucionais entre o Executivo e o Banco Central. O cenário, segundo especialistas de mercado, vem reduzindo o apetite por risco e refletindo em uma maior cautela dos investidores em relação ao mercado nacional.

    Os dados de vendas no varejo em fevereiro, divulgados nesta manhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também ficaram no radar dos investidores. O setor caiu 0,1% no mês e acumula alta de 1,3% nos últimos 12 meses, superando expectativas do mercado.

    Das oito atividades pesquisadas, seis tiveram variação negativa, com destaque para o grupo de hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que teve baixa de 0,7% e representa mais de 40% do peso mensal da pesquisa.

    Além disso, o Santander Brasil inaugurou a temporada de resultados dos bancos no país e divulgou mais cedo uma forte queda no lucro do primeiro trimestre, com expressivo aumento de provisões para aumento de inadimplência.

    O banco espanhol teve queda de 47,7% no lucro líquido do primeiro trimestre, ante os primeiros três meses de 2022. O resultado foi de R$ 2,06 bilhões. Na comparação com o quarto trimestre de 2022, houve um crescimento de 28%. A leitura é que os números do Santander demonstram como a economia brasileira está em desaceleração por conta do alto patamar da taxa de juros.

    No exterior, a temporada de divulgação de resultados também esteve no foco. “O mercado global mantém tom de cautela antes dos balanços das ‘big techs’ e repercute negativamente balanços de grandes bancos europeus”, explicou o banco Inter em nota.

    O destaque da semana, dizem operadores, será a publicação da leitura do índice de preços PCE, na sexta-feira (28). Antes disso, o mercado avaliará ainda os dados do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no primeiro trimestre.

    Na véspera, o dólar à vista fechou em baixa de 0,39%, a R$ 5,040 na venda. O Ibovespa, por sua vez, teve queda de 0,40%, aos 103.946 pontos.

    Publicado por Tamara Nassif e Gabriel Bosa. Com informações da Reuters.