Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lego está construindo uma nova fábrica de US$ 1 bilhão no Vietnã

    Obra vem para atender à demanda crescente por seus tijolos de plástico colorido entre crianças em toda a Ásia

    Também será a primeira fábrica neutra em carbono da Lego, uma vez que planeja combinar o consumo de energia com a energia solar de painéis em seu telhado e de uma fazenda próxima.
    Também será a primeira fábrica neutra em carbono da Lego, uma vez que planeja combinar o consumo de energia com a energia solar de painéis em seu telhado e de uma fazenda próxima. Daniel Cheung/Unsplash

    Reuters*

    A fabricante de brinquedos Lego disse na quarta-feira (8) que planeja construir uma nova fábrica no Vietnã para atender à demanda crescente por seus tijolos de plástico colorido entre crianças em toda a Ásia.

    A empresa privada dinamarquesa disse que vai investir mais de US$ 1 bilhão no projeto, que será sua segunda fábrica asiática após inaugurar uma na China em 2016. A Lego alcançou um crescimento de dois dígitos na região desde 2019.

    A demanda agora está a caminho de superar a oferta de sua planta chinesa a médio e longo prazo, disse o diretor de operações da Lego, Carsten Rasmussen, à Reuters.
    “O crescimento na China e na Ásia é fantástico e podemos ver que com o tempo precisaremos de mais capacidade”, disse ele, apontando para uma classe média crescente e um alto número de nascimentos na região em comparação com os mercados europeus e norte-americanos mais maduros.

    A mudança é a mais recente na estratégia de uma década da Lego de colocar a produção perto de mercados-chave, o que ajudou a controlar os custos e protegê-la de fatores externos.

    “Isso nos dá tempo de entrega mais curto para nossos clientes e nos torna capazes de reagir rapidamente sob demanda, mas é claro que também nos torna mais resilientes”, disse Rasmussen.

    Ele acrescentou que a decisão de construir no Vietnã não foi acelerada pelas recentes interrupções na cadeia de abastecimento global.

    Também será a primeira fábrica neutra em carbono da Lego, uma vez que planeja combinar o consumo de energia com a energia solar de painéis em seu telhado e de uma fazenda próxima.

    Embora a Lego ainda fabrique tijolos de plástico à base de petróleo, ela se comprometeu a substituí-los por outros feitos de materiais sustentáveis ​​até o final da década.

    A fábrica, que deve iniciar a produção em 2024 e vai empregar até 4.000 pessoas, acrescentaria um “acréscimo significativo” à produção anual da Lego de cerca de 100 bilhões de tijolos, disse Rasmussen, recusando-se a fornecer mais detalhes.

    A Lego, abreviatura de “leg godt”, que significa “jogar bem” em dinamarquês, também está expandindo a capacidade no México, Hungria e China e adicionando máquinas em suas fábricas na Dinamarca e na Tcheca, disse ele.

    *(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original, em inglês)