Cuba inicia exportação de vacina contra a Covid-19 com envio para o Vietnã

Remessa inicial faz parte de um contrato para fornecer cinco milhões de doses da vacina Abdala

País caribenho deve fornecer vacinas para outros países, como Irã, Venezuela e Argentina
País caribenho deve fornecer vacinas para outros países, como Irã, Venezuela e Argentina BioCubaFarma/Twitter/Reprodução

Marc Frankda Reuters

Ouvir notícia

O governo de Cuba disse neste sábado (25) que exportou sua vacina de três doses contra o coronavírus, a Abdala, pela primeira vez, enviando uma remessa inicial ao Vietnã como parte de um contrato para fornecer cinco milhões de doses ao país do Sudeste Asiático.

Cientistas da ilha comunista desenvolveram três vacinas caseiras contra a Covid-19, todas aguardando o reconhecimento oficial da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A empresa farmacêutica estatal BioCubaFarma fez o anúncio de exportação no sábado no Twitter depois de dizer no início desta semana que havia produzido doses suficientes para cumprir a meta de imunizar mais de 90% da população local até meados de novembro.

A BioCubaFarma afirma ter capacidade anual para produzir 100 milhões de doses das vacinas Abdala, Soberana 2 e Soberana Plus, que recentemente reduziu em cerca de 90% o risco de adoecimento grave ou morte por causa da doença.

Duramente atingida pela pandemia, a nação caribenha viu as exportações vitais, assim como o colapso do turismo e outras receitas em moeda estrangeira, diminuírem – criando escassez de alimentos, remédios e outros bens essenciais.

A vice-presidente corporativa da BioCubaFarma, Mayda Mauri, disse que uma vez que as metas de abastecimento doméstico fossem cumpridas, Cuba também começaria a fornecer vacinas a países como Irã e Venezuela.

“Há conversas e intercâmbios muito avançados sobre assuntos regulatórios com a Argentina e com outros países em várias regiões do mundo”, afirmou Mauri à mídia estatal.

O Irã já está produzindo a vacina Soberana-2.

Vietnã, Argentina e México disseram que esperam produzir as vacinas cubanas em breve, enquanto vários países estão usando outras drogas cubanas em seus protocolos de tratamento para a Covid-19.

Mais Recentes da CNN