Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Economia do Reino Unido retoma leve crescimento no início de 2024

    País entrou em recessão técnica no 4º tri de 2023

    Construção teve bom desempenho em janeiro após 2023 fraco
    Construção teve bom desempenho em janeiro após 2023 fraco 19/10/2016 - REUTERS/Hannah McKay

    Por David Milliken e Suban Abdulla, da Reuters

    A economia do Reino Unido voltou a crescer em janeiro, depois de entrar em uma recessão superficial no segundo semestre de 2023, oferecendo algum alívio ao primeiro-ministro Rishi Sunak antes das eleições este ano, mostraram dados oficiais.

    O Produto Interno Bruto  (PIB) cresceu 0,2% na comparação mensal – impulsionado por uma recuperação no varejo e na construção de casas – após queda de 0,1% em dezembro, em linha com as expectativas dos economistas em uma pesquisa da Reuters.

    “A economia se recuperou em janeiro com o forte crescimento do varejo e do comércio atacadista”, disse Liz McKeown, diretora do Escritório para Estatísticas Nacionais.

    “A construção também teve um bom desempenho, com os construtores de casas tendo um bom mês, depois de fraqueza durante grande parte do ano passado.”

    Entretanto, é muito cedo para saber com certeza se a economia não está mais em recessão. O PIB encolheu 0,3% no último trimestre de 2023 e 0,1% no trimestre anterior – atendendo à definição técnica de recessão.

    A economia do Reino Unido tem mostrado bastante lentidão desde sua recuperação inicial da pandemia da Covid-19, afetada por um aumento no custo das importações de energia devido à invasão da Ucrânia pela Rússia e, mais recentemente, pelas altas taxas de juros do Banco da Inglaterra.

    Porém, com a inflação em 4% em janeiro, abaixo das taxas de dois dígitos em grande parte do ano passado, e com previsão de retorno à meta de 2% em breve, a pressão sobre os gastos das famílias está diminuindo e o banco central começa a considerar quando reduzir as taxas de juros.