Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Exportações de frango do RS caem em 11% no volume devido enchentes, aponta Farsul

    Em valores exportados, no mesmo período, a queda relativa à carne de frango foi de 23% e a cifra passou de US$ 129,19 milhões para US$ 99,27 milhões

    Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer

    Estadão Conteúdo

    Estudo da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) obtido pela reportagem aponta queda de 11% nas exportações de frango do Estado, considerando o volume, na comparação entre maio de 2023 com maio de 2024.

    O número passou de 63.693 toneladas para 56.430 toneladas. De acordo com o documento, isso seria efeito das enchentes que atingiram o Estado entre o fim de abril e o mês de maio.

    Em valores exportados, no mesmo período, a queda relativa à carne de frango foi de 23%. A cifra passou de US$ 129,19 milhões para US$ 99,27 milhões.

    A redução na receita das vendas sofre influência dos preços internacionais, não só da capacidade de produção local, diz a entidade.

    “Das proteínas animais, os efeitos das enchentes podem ser vistos na exportação de carne de frango, dado que as regiões afetadas pelo evento climático são grandes polos desta produção”, afirma o documento.

    O economista-chefe da Farsul, Antonio da Luz, disse que, além de frango, a produção de suínos também foi afetada pelas cheias no Estado.

    “Suínos e aves são produções importantes no Vale do Taquari e, provavelmente, veremos uma baixa tração das exportações nos meses seguintes”, afirmou.

    Apesar disso, houve aumento no volume de exportação de carne suína na comparação de maio de 2024 com igual mês de 2023, de acordo com o estudo.

    O volume passou de 21.601 toneladas para 22.955 toneladas (alta de 6%). Os valores passaram de US$ 53,03 milhões para US$ 49,96 milhões (queda de 6%).

    Contando carne de frango, bovina e suína, a queda foi de 19% nos valores das exportações de maio de 2023 para maio deste ano.

    Foram de US$ 226,78 milhões para US$ 183,40 milhões. Em volume, o resultado foi de 99.214 toneladas para 92.220 toneladas, uma queda de 7%.

    Tópicos

    Tópicos