Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo anuncia segunda emissão de títulos verdes no exterior

    Na primeira emissão do papel, ocorrida em novembro de 2023, o país levantou US$ 2 bilhões

    "O objetivo da operação é reafirmar o compromisso da República com políticas sustentáveis, convergindo com o crescente interesse de investidores não residentes e com a expansão do mercado de títulos temáticos no mundo", diz a comunicação do Tesouro
    "O objetivo da operação é reafirmar o compromisso da República com políticas sustentáveis, convergindo com o crescente interesse de investidores não residentes e com a expansão do mercado de títulos temáticos no mundo", diz a comunicação do Tesouro Noah Buscher, via Unsplash

    Cristiane Nobertoda CNN Brasília

    O Tesouro Nacional anuncia nesta quinta-feira (20) o lançamento da segunda emissão de título verdes em dólares no mercado internacional.

    Os novos papéis terão validade de 7 anos, com vencimento em 2032. Os títulos serão lançados na bolsa de valores dos Estados Unidos.

    O resultado de aquisições também será divulgado nesta quinta.

    “O objetivo da operação é reafirmar o compromisso da República com políticas sustentáveis, convergindo com o crescente interesse de investidores não residentes e com a expansão do mercado de títulos temáticos no mundo”, diz a comunicação do Tesouro.

    A operação será liderada pelos bancos Bank of America (BofaML), Goldman Sachs e HSBC.

    “A emissão reforça o papel importante da dívida externa em termos de alongamento de prazo, diversificação de indexadores e da base de investidores”, pontua a pasta.

    Na primeira emissão do papel, ocorrida em novembro de 2023, o país levantou US$ 2 bilhões.

    O Tesouro também já informou da pretensão em lançar os títulos em reais para atrair o mercado doméstico. Mas não há data para isto acontecer.

    Títulos de dívida verdes

    Os títulos soberanos verdes ou sustentáveis, tem como estratégia alocar os recursos líquidos captados na operação em ações que impulsionem a sustentabilidade e contribuam para a mitigação de mudanças climáticas, para a conservação de recursos naturais e para o desenvolvimento social.

    Além de despesas com estes temas.