Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo criará grupo para consolidar dívida da Venezuela com o Brasil e reprogramar pagamento, diz Haddad

    Integrantes da Fazenda estiveram reunidos com membros do governo venezuelano nesta segunda-feira (29)

    Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Danilo Moliternoda CNN São Paulo

    O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse em entrevista a jornalistas nesta segunda-feira (29) que o governo federal constituirá um grupo para “consolidar” a dívida da Venezuela com o Brasil e reprogramar estes pagamentos.

    “Vai se constituir um grupo de trabalho para consolidar a dívida da Venezuela frente ao Brasil e, a partir dessa consolidação dos números, reprogramar o pagamento. Foi disso que a Fazenda foi tratar”, disse.

    De acordo com dados do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Venezuela não pagou cerca de US$ 722 milhões emprestados pelo Brasil. Há ainda uma parcela de US$ 84 milhões a vencer.

    Integrantes da Fazenda estiveram reunidos com membros do governo vizinho com este objetivo, segundo o petista. O presidente Lula recebeu o mandatário venezuelano, Nicolás Maduro, em Brasília, nesta segunda.

    Questionado sobre outros quesitos da relação econômica entre os países, o ministro disse que se limitaria a comentar este aspecto.

    Segundo Haddad, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços tratará de assuntos ligados ao intercâmbio comercial, enquanto Minas e Energia estará a par das questões envolvendo o suprimento de energia elétrica a Roraima.

    O governo brasileiro avalia retomar a compra de energia da usina hidrelétrica de Guri, na Venezuela, para o abastecimento do estado. Essa possibilidade é defendida pelo ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.