Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lucro do JPMorgan cai 28% no 2° tri, e banco mostra cautela com economia global

    Presidente-executivo sinalizou preocupações com tensão geopolítica, elevada inflação, diminuição da confiança do consumidor e um aperto quantitativo "nunca antes visto"

    Ações do banco caíam mais de 4% no pré-mercado após o JPMorgan registrar US$ 1,1 bilhão em provisões para perdas com crédito
    Ações do banco caíam mais de 4% no pré-mercado após o JPMorgan registrar US$ 1,1 bilhão em provisões para perdas com crédito REUTERS/Mike Segar

    da Reuters

    O JPMorgan divulgou nesta quinta-feira (14) uma queda de 28% no lucro do segundo trimestre, resultado pior do que o esperado por analistas, à medida que o maior banco dos Estados Unidos reservou mais dinheiro para cobrir potenciais perdas com empréstimos diante dos crescentes riscos de recessão econômica.

    As ações do banco caíam mais de 4% no pré-mercado após o JPMorgan registrar US$ 1,1 bilhão em provisões para perdas com crédito, número que se compara com os US$ 3 bilhões liberados em reservas pela instituição no ano passado.

    Os quatro maiores bancos dos EUA devem registrar US$ 3,5 bilhões em provisões para perdas no trimestre, enquanto se preparam para uma forte desaceleração econômica, uma vez que o Federal Reserve, o banco central norte-americano, aumenta agressivamente as taxas de juros para controlar a inflação.

    O presidente-executivo do JPMorgan, Jamie Dimon, sinalizou uma série de preocupações, incluindo tensão geopolítica, elevada inflação, diminuição da confiança do consumidor e um aperto quantitativo “nunca antes visto” à medida que crescem as ameaças ao crescimento econômico global.

    Nos EUA, no entanto, a economia continua a crescer e tanto o mercado de trabalho quanto os gastos do consumidor permanecem saudáveis, disse Dimon.

    O JPMorgan registrou lucro de US$ 8,6 bilhões no período, ou US$ 2,76 por ação, abaixo da expectativa média dos analistas de US$ 2,88 por ação, segundo dados compilados pela Refinitiv.

    Outros grandes bancos dos EUA, incluindo Citigroup, Wells Fargo e Morgan Stanley divulgam resultados esta semana, enquanto Goldman Sachs e Bank of America publicam seus números semana que vem.

    O JPMorgan também suspendeu temporariamente recompra de ações para reforçar ainda mais seus níveis de capital.

    Os resultados do JPMorgan prejudicaram o mercado de ações em Wall Street nesta manhã, com os contratos futuros dos principais índices de ações dos EUA ampliando as perdas após a divulgação.

    O banco registrou receita líquida de US$ 31,6 bilhões, alta de 1%, enquanto a margem financeira líquida foi de US$ 15,2 bilhões, aumento de 19%.

    Transações encolhem

    A receita do JPMorgan com a unidade de banco de investimento caiu 61%, para US$ 1,4 bilhão, prejudicada principalmente por comissões mais baixas com assessoria de transações e ofertas de ações e de títulos de dívida.

    A invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro e os temores de uma recessão econômica derrubaram a atividade de fusões e aquisições (M&A, na sigla em inglês) em 2022.

    O valor dos negócios anunciados globalmente no segundo trimestre caiu 25,5% ano a ano, para US$ 1 trilhão, de acordo com os dados da Dealogic.